Cotidiano

 Richa reúne-se com presidentes Michel Temer e Maurício Macri

.

Governador Beto Richa, e o presidentes da Argentina, Mauricio Macri durante almoço no Palácio do Itamaraty. Foto: Assessoria
Governador Beto Richa, e o presidentes da Argentina, Mauricio Macri durante almoço no Palácio do Itamaraty. Foto: Assessoria

O governador Beto Richa participou do encontro entre os presidentes Michel Temer e Maurício Macri, da Argentina. Outros governadores de Estado e ministros de ambos países também estiveram presentes na reunião, que aconteceu no Palácio Itamaraty, em Brasília. 

“Foi um encontro importante, que fortaleceu a parceria e as relações diplomáticas entre o Brasil e a Argentina, que é um dos maiores parceiros comerciais do nosso país”, disse Richa. A manutenção da relação com a Argentina é um dos focos da política externa nacional, já que o país vizinho é um dos maiores parceiros sociopolíticos e comerciais do Brasil. A primeira visita bilateral de Temer em outubro de 2016, mês em que tomou posse como presidente, foi a Buenos Aires.

“A relação comercial bilateral deve ser intensificada, sempre discutindo sobre os vários setores da economia que precisam de alguma revisão ou de algum tratamento específico para a retomada do desenvolvimento de ambos os países e a geração de renda”, disse Richa. 

Para o governador, o grande número de autoridades brasileiras e argentinas participando da primeira visita oficial do presidente Macri ao Brasil reflete o esforço feito pelo Ministério das Relações Exteriores, conduzido por José Serra, em estreitar relações com o país vizinho e com as demais nações integrantes do Mercosul.

“Fico feliz por este entendimento, ver aqui um grande número de autoridades brasileiras e argentinas participando desta primeira visita oficial do presidente Mauricio Macri, e a condução, sobretudo, do Ministério das Relações Exteriores, comandado pelo nosso chanceler José Serra, que possui larga experiência. Todas as suas medidas e atitudes vão na defesa dos interesses legítimos do nosso país”, acrescentou o tucano.

Após o encontro, o presidente Michel Temer avaliou que a aliança para a retomada do crescimento no Brasil e na Argentina avançou significativamente.

"Temas do Mercosul foram tratados e avançamos substancialmente. Não só tratamos do acordo com a União Europeia, mas também da integração da América do Sul. Coincidimos também em promover a eliminação de obstáculos ao comércio que persistem no espaço do Mercosul. Temos progredido muito nos acordos de investimentos e de compras governamentais", disse o presidente brasileiro.

O presidente argentino também defendeu maior integração entre os países, visando o fim da recessão econômica que as nações do bloco enfrentam. “Juntos teremos mais possibilidades para reduzir sistematicamente a pobreza no Mercosul”, completou Macri.

Temas
Um dos temas discutidos no encontro foi a eliminação de entraves comerciais, como o tempo de emissão de licenças para produtos brasileiros e a adoção de normas técnicas comuns em relação à prevenção de contaminações químicas e biológicas. 

Também foi traçado um plano de ação com várias iniciativas nas áreas do comércio, agricultura, combate ao narcotráfico e segurança. Um dos acordos assinados é a cooperação para prestação de serviços de emergências na região da fronteira. 

Paraná
A Argentina é um dos maiores parceiros comerciais do Paraná. Em 2016, o Estado exportou US$ 1,36 bilhão para o país vizinho, o que representou um avanço de 33% sobre o valor do ano anterior (US$ 1,02 bilhão), segundo dados do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). 

O país é o destino de 8,6% das exportações do Estado, ficando atrás apenas da China (25%). Mais de 40% desse total é do mercado automotivo. Entre janeiro e novembro de 2016, as exportações de automóveis do Paraná para o país cresceram 57,6% na comparação com ao mesmo período do ano anterior, passando de US$ 289,9 milhões para US$ 456,8 milhões.