Cotidiano

Vereadores presos em Foz do Iguaçu tomam posse e retornam para a cadeia

Da Redação ·
Polícia e Guarda Municipal acompanharam posse de vereadores presos em Foz do Iguaçu - Foto: Rádio Cultura de Foz
Polícia e Guarda Municipal acompanharam posse de vereadores presos em Foz do Iguaçu - Foto: Rádio Cultura de Foz

Cinco vereadores presos de Foz do Iguaçu, na região Oeste do Paraná, durante a 5ª fase da Operação Pecúlio, deixaram a prisão para tomar posse na manhã desta quarta-feira (18). A cerimônia foi curta e agitada, com a presença de populares.

continua após publicidade

Os vereadores Edílio Dall´Agnol (PSC), Luis Queiroga (DEM), Rudinei de Moura (PEN), Darci Siqueira (PTN) e Anice Gazzoui (PTN), foram chamados pelo presidente da Câmara e sentaram à mesa. Em seguida o presidente leu o termo de posse e cada vereador fez o juramento individualmente. Logo após uma assessoria da Câmara passou com o livro de posse para a assinatura de cada.

Os quatro vereadores presos na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu I (PEF I), deixaram a prisão com uniforme da penitenciária e foram levados até à Câmara escoltados por viaturas da Polícia Federal. Já no prédio da Câmara, os vereadores vestiram terno e gravata, de acordo com o regimento interno da casa. A vereadora Anice Gazzoui foi levada com escolta da Polícia Militar. Anice está presa em cela especial no Batalhão da Polícia Militar.

continua após publicidade

Às 7 horas da manhã algumas pessoas já estava na fila para garantir um lugar dentro do plenário para acompanhar a sessão. Além de manifestantes, também haviam pessoas a favor dos vereadores, com cartazes de apoio, a maioria em favor de Rudinei de Moura.

Na chegada das viaturas, os vereadores foram vaiados e ofendidos. Algumas pessoas bateram nas viaturas policiais. Uma mulher chegou a ser detida após agredir um policial militar. Um homem que deitou na rampa de acesso à garagem da Câmara precisou ser retirado à força. A assessoria da Polícia Militar informou que não houve excesso policial.

Operação Pecúlio
Os cinco parlamentares foram presos preventivamente no dia 15 de dezembro de 2016 durante a 5ª fase da Operação Pecúlio da Polícia Federal que investiga a prática de crimes contra a administração pública na Prefeitura de Foz.

Com informações da Rádio Cultura de Foz do Iguaçu