Mais lidas
Cotidiano

Maior telescópio do mundo procura vida alienígena perto de Alpha Centauri

.

Projeto para localizar alienígenas tem disponível os dois radiotelescópios mais potentes do mundo Foto: Adrenaline
Projeto para localizar alienígenas tem disponível os dois radiotelescópios mais potentes do mundo Foto: Adrenaline

O Observatório Europeu do Sul (OES) se associou ao projeto científico Breakthrough Initiative, do milionário Yury Milner e do astrofísico Stephen Kawking, e conta agora com o maior telescópio óptico VLT para busca e análise de planetas e vida extraterrestre próximo ao sistema estelar Alpha Centauri, segundo comunicado divulgado pela assessoria de imprensa do observatório.

A inciativa ganhou mais adeptos depois que astrônomos do OES descobriram um planeta potencialmente habitável perto da estrela mais próxima da Terra, Proxima Centauri, que tem semelhanças com o nosso planeta.  Depois dessa descoberta, o programa científico Breakthrough Listen, iniciado há dois anos, intensificou a procura de vida extraterrestre

O projeto tem disponível os dois radiotelescópios mais potentes do mundo - o FAST na China e seu "irmão menor" Aresibo em Puerto Rico.  Em 9 de janeiro, Tim de Zeuv, diretor geral do Consórcio Astronômico Europeu, firmou acordo com o programa Breakthrough Initiatives. O acordo assegura a participação no projeto do maior telescópio óptico VLT do mundo – capaz de registrar radiação infravermelha e luz visível

Telescópio E-ELT em construção: sucessor do telescópio VLT e vai ser utilizado intensivamente na busca e coleta de imagens de planetas similares à Terra - Foto: Adrenaline

Modernização de espectrômetro
De acordo com Zeuv, a organização de Yury Milner concordou em financiar a modernização do espectrômetro VISIR, o que possibilitará o aumento de sensibilidade na faixa infravermelha e mais facilidade para a detecção de planetas nas proximidades da Alpha Centauri.

Projeto para localizar alienígenas tem disponível os dois radiotelescópios mais potentes do mundo Foto: Adrenaline

Excesso de luminosidade
Cientistas afirmam no entanto, que localizar planetas perto de Proxima Centauri é uma tarefa ainda impossível devido ao excesso de luminosidade irradiada pela estrela. 

Como era previsto, o resultado obtido após a modernização do espectrômetro facilitará a criação do aparelho METIS, que será usado no telescópio E-ELT em construção. E-ELT é o sucessor do telescópio VLT e vai ser utilizado intensivamente na busca e coleta de imagens de planetas similares à Terra.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber