Cotidiano

Professores brasileiros estão entre os selecionados para concorrer ao "Nobel" da educação

.

Valter Menezes
Valter Menezes

Dois professores brasileiros foram escolhidos entre mais de 20 mil nomeações para participar do prêmio Global Teacher Prize, considerado o Nobel da Educação. Valter Menezes, do Amazonas, e Wemerson Nogueira, do Espírito Santo dão aula de Ciências e compartilham uma paixão: buscar formas de inovar o ensino público

O prêmio, que está em seu terceiro ano, foi criado para reconhecer quem realizou uma excelente contribuição para a profissão, bem como para destacar o importante papel que os professores desempenham na sociedade. Ao descobrir milhares de histórias de heróis que transformaram a vida dos jovens, o prêmio espera trazer à tona o trabalho de milhões de professores ao redor do mundo. 

Em março de 2017, dez professores serão selecionados para ir ao Fórum Global sobre Educação e Habilidades em Dubai, nos Emirados Árabes. Um deles ganhará US$ 1 milhão e Valter assim como Wemerson já têm ideia do que farão se ganharem o prêmio.

Valter pretende abrir um laboratório de ciências e tecnologia em sua cidade natal, Nova Venécia (ES), além de beneficiar alunose e familiares através de projetos. Valter ainda sonha em criar uma escola profissionalizante para jovens e construir um barco biblioteca para levar a leitura para os curumins do Tracajá.

Já Wemerson pretende atuar como orientador na formação de professores inovadores, além de criar uma fundação para realizar ações de incentivos para que alunos do ensino médio se tornem professores.

Com informações de www.globalteacherprize.org e elpais.com