Cotidiano

Caças russos realizaram 71 mil ataques aéreos na Síria e mataram 35 mil terroristas 

Da Redação ·
Desde o início da campanha aérea na Síria os aviões militares russos fizeram 71.000 ataques aéreos e eliminaram 35.000 terroristas. - Foto: Sputnik/ Vadim Grishankin/Serviço de empresa do ministério da Defesa da Rússia
Desde o início da campanha aérea na Síria os aviões militares russos fizeram 71.000 ataques aéreos e eliminaram 35.000 terroristas. - Foto: Sputnik/ Vadim Grishankin/Serviço de empresa do ministério da Defesa da Rússia

O ministro da Defesa Rússia, Sergei Shoigu, divulgou nesta na quinta-feira (22) que desde o início da campanha aérea na Síria os aviões militares russos fizeram 71.000 ataques aéreos e eliminaram 35.000 terroristas.

continua após publicidade

Além disso, segundo o ministro, a Força Aeroespacial russa destruiu durante a campanha mais de 700 campos de treinamento na Síria. "Desde o início da operação os aviões russos efetuaram 17.800 missões, lançando 71.000 ataques aéreos contra infraestruturas dos terroristas, eliminando 725 campos de treinamento, 405 fábricas de produção de munições, 1.500 peças de equipamento militar dos terroristas e 35.000 militantes, incluindo 204 comandantes operacionais", detalhou Shoigu.

O ministro destacou que a operação militar russa na Síria ajudou a barrar a expansão do terrorismo na região, a manter o país unido e a quebrar "a cadeia de revoluções coloridas" no Oriente Médio e na África.

continua após publicidade

"Em geral, a operação [na Síria] permitiu solucionar uma série de problemas geopolíticos: as organizações terroristas internacionais receberam um golpe sério na Síria, sua propagação na região foi parada, o apoio financeiro aos grupos de militantes (…) fracassou, o colapso do Estado da Síria foi prevenido e a cadeia de revoluções coloridas no Oriente Médio e na África foi quebrada", observou Shoigu.

Caças russos realizaram 71 mil ataques aéreos na Síria e mataram 35 mil terroristas  fonte: Reprodução

Regime de cessar fogo
Conforme o ministro russo, "o processo de solução política e reconciliação das partes em confronto na Síria foi iniciado. O total de 1.074 povoados com uma população de 3 milhões se juntaram ao regime de cessar-fogo, enquanto 108.000 refugiados voltaram para suas casas; 9.000 militantes depuseram as armas".

continua após publicidade

30 de setembro
A Rússia lançou uma operação aérea contra as posições terroristas na Síria, em 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad. Nesse período, até março de 2016, a aviação russa realizou mais de 9 mil missões contra o Daesh (Estado Islâmico), apoiando Damasco em ofensivas nas regiões estratégicas do país.

As informações são da agência de notícias Sputinik