Cotidiano

Óleo de banho provoca morte de 49 pessoas na Rússia

Da Redação ·
​Na cidade de Irkutsk foram detectados pelas autoridades russas mais de uma centena de pontos de venda de produto com metanol - Foto: Sputnik/ Evgeny Epanchintsev
​Na cidade de Irkutsk foram detectados pelas autoridades russas mais de uma centena de pontos de venda de produto com metanol - Foto: Sputnik/ Evgeny Epanchintsev

Autoridades da Rússia confirmaram nesta segunda-feira (19) que o número de pessoas que se intoxicaram com o produto Boyaryshnik, que é fabricado como óleo para banho, maia foi ingerido como bebida alcoólica, continua crescendo e já chega a 57 casos. Deste número de intoxicados, 49 faleceram. Intoxicações em massa com a Boyaryshnik começaram ser registradas na cidade de Irkutsk, na Sibéria em 18 de dezembro. 

continua após publicidade

A maior parte das vítimas foi levada para hospitais em estado de coma e o estado de saúde das que permanecem internadas é grave. Os primeiros sintomas de intoxicação surgem após algumas horas de ingestão da bebida, dependendo da quantidade do líquido consumido e das caraterísticas individuais do organismo de cada pessoa. 

Boyaryshnik é um produto fabricado para ser utilizado em banhos, mas é usado também como bebida alcoólica, a despeito das recomendações e instruções do fabricante. 

continua após publicidade

Falsificação e metanol
Na cidade de Irkutsk foram detectados pelas autoridades russas mais de uma centena de pontos de venda deste líquido, que foi falsificado e continha metanol, que é mortal, em vez de etanol, como seri normal na fórmula original. 

Presos
A polícia já deteve cinco pessoas envolvidas na produção e distribuição do líquido adulterado e retirou de circulação mais de 2 mil frascos com o líquido mortal.

Irkutsk está em situação de emergência e venda de produtos com álcool usado como cosmético e para de higiene pessoal foi proibida.

Com informações da agência de notícias Sputinik