Cotidiano

10 nomes com passagem pelo futebol do Paraná estavam no avião da Chapecoense

Da Redação ·
Goleiro Danilo, durante jogo pela equipe de Arapongas - Foto: Arquivo/Tribuna do Norte
Goleiro Danilo, durante jogo pela equipe de Arapongas - Foto: Arquivo/Tribuna do Norte

A bordo do voo com a delegação da Chapecoense que caiu na Colômbia na madrugada desta terça-feira (29/11) estavam dez nomes ligados ao futebol paranaense. Cinco atletas que participariam do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana passaram pelo Coritiba, dois pelo Atlético, um pelo Paraná e três deles por equipes do interior do Estado. 

continua após publicidade

Esse é caso do goleiro Danilo, que jogou no Arapongas (norte do Estado). Danilo, inclusive, se casou com uma araponguense. O goleiro tem uma ligação forte com o Paraná. Nascido em Cianorte, defendeu sete equipes do estado antes de se transferir para a Chapecoense: Cianorte, Engenheiro Beltrão, Nacional de Rolândia, Paranavaí, Operário, Arapongas e Londrina. O técnico da equipe, Caio Júnior, treinou Cianorte e Paraná. 

O comentarista do canal Fox Sports, Mário Sérgio também estava no avião e foi técnico do Atlético durante a campanha que levou o clube ao título brasileiro de 2001. Dentre os sobreviventes, estão apenas o lateral-esquerdo Alan Ruschel, que jogou no Atlético, e o zagueiro Neto, que jogou pelo Paraná. 

continua após publicidade

Alan Ruschel, lateral-esquerdo, que sobreviveu ao acidente na Colômbia, jogou apenas duas partidas pelo Atlético, em 2015. O volante Cleber Santana defendeu o Atlético em 2011. Dener Assunção O lateral-esquerdo Dener Assunção teve uma rápida passagem pelo Coritiba em 2014, realizando 15 jogos e marcando um gol.

O volante Gil atuou por cinco temporadas no Coritiba em um total de 143 jogos, com três gols. Pelo Coxa, foi campeão paranaense em 2012 e 2013. O atacante lucas Gomes pertencia ao Londrina, time que jogou entre 2013 e 2014. Pelo Tubarão, ele foi campeão paranaense em 2014. 

O zagueiro Neto, um dos sobreviventes, teve passagem por três times paranaenses. Em 2006 defendeu o Paraná, seguindo posteriormente para o Francisco Beltrão e o Cianorte.

continua após publicidade

Caio Júnior
Nascido em Cascavel (oeste do Paraná), Caio Júnior tinha uma ligação forte com o Paraná. Como jogador, defendeu o Paraná em 1997, sendo campeão estadual. Antes de se aposentar pelo Rio Branco de Paranaguá, jogou pelo Iraty. Como treinador, esteve à frente do Paraná, Cianorte e Londrina. Pelo Tricolor, em 2006, levou a equipe para a Libertadores. Mas foi no Cianorte, em 2005, que ganhou repercussão nacional, ao bater o Corinthians por 3 a 0 na Copa do Brasil.

Mário Sérgio
Ex-jogador e comentarista da Fox Sports, Mário Sérgio treinou o Atlético em duas oportunidades. Em 2001, foi o técnico no início da campanha que levaria ao título brasileiro. Voltou em 2003 e ficou até 2004. Em 2008, retornou ao Furacão, mas ficou pouco mais de um mês, sendo demitido.

As informações são do portal da Gazeta do Povo