Cotidiano

Acidente com avião que levava o time da Chapecoense para a Colômbia provoca a morte de 75 pessoas 

Da Redação ·
Foto - UOL/Reprodução
Foto - UOL/Reprodução

O avião que transportava a delegação da Chapecoense, para Medellín, local do primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, desapareceu do radar e sofreu um acidente em Cerro Gordo, nas cercanias da cidade de La Unión. As informações foram confirmadas pelo próprio aeroporto da cidade colombiana na madrugada desta terça-feira (29). O avião de matrícula CP2933 transportava 81 pessoas; entre tripulação, jogadores, comissão técnica, diretoria e vinte e um profissionais da imprensa. Até o momento, 75 mortes foram confirmadas pelas autoridades colombianas.

continua após publicidade

Quatro ambulâncias se deslocaram para o local, e habitantes também auxiliaram nos primeiros socorros. De acordo com comunicado emitido por volta das 4h30 (de Brasília) pelo Aeroporto José Maria Córdova, seis pessoas foram resgatadas com vida, mas uma delas morreu pouco depois.

As ambulâncias com os primeiros feridos chegaram ao Hospital San Juan de Dios de La Ceja por volta das 5h (de Brasília). O primeiro sobrevivente a ser atendido no hospital foi o lateral esquerdo Alan Ruschel.

continua após publicidade

"Lamentável. Estamos acompanhando as equipes de resgate. A informação é que tem sobreviventes, a prioridade é de salvar vidas. Toda solidariedade a todos", disse o prefeito de Medellín, Federico Gutiérrez Zuluaga. Informação extraoficial das autoridades colombianas dão conta sobre 25 mortes. O jogo da Chapecoense foi cancelado.

TORINO E MANCHESTER
Na década de 40, o time do Torino, da Itália, morreu em um acidente aéreo. Situação similar aconteceu com a equipe inglesa do Manchester United.

As informações são do UOL