Cotidiano

Paranaense de 70 anos doou sangue suficiente para mais de 100 transfusões

Da Redação ·
 João Maria de Almeida, 70 anos:  34 doações e sangue suficiente para cerca de 100 transfusões - Imagem: Reprodução/RPC - Guarapuava
João Maria de Almeida, 70 anos: 34 doações e sangue suficiente para cerca de 100 transfusões - Imagem: Reprodução/RPC - Guarapuava

papel dos doadores voluntários de sangue é de suma importância para manter os estoques, principalmente no fim de ano, quando os bancos de sangue entram em alerta por conta da queda das doações, que neste período de festejos e férias registram redução de cerca de 30%.

continua após publicidade

Nesse contexto, o aposentado João Maria de Almeida residente em União da Vitória, no extremo sul do Paraná, é referência. Quando chega na Unidade de Coleta e Transfusão  da cidade ele cumprimenta todo mundo e se sente muito à vontade. A ligação dele com o local já tem mais de 15 anos. Ao longo desse tempo, ele fez 34 doações e aproximadamente 15 litros de sangue, suficientes para cerca de 100 transfusões.

Parou por causa da idade
Mas essa rotina ficou para trás. No mês passado, o aposentado completou 70 anos e agora não pode mais doar. "Tô sentindo falta, muita falta. Seja lá para quem for o sangue, eu só peço que Deus ajude. Seja criança, seja adulto, qualquer um. A gente nunca sabe o dia de amanhã", afirma.

continua após publicidade

3 mil pessoas auxiliadas por ano
A direção da Unidade de Coleta e Transfusão de União da Vitória destaca que é graças a doadores como João Maria de Almeida e tantos outros que o estoque do banco de sangue é mantido. Na cidade, são realizadas aproximadamente 300 doações por mês. Por ano, 3 mil pessoas são auxiliadas pelas ações de voluntários. São histórias de acidentes, tratamentos de doenças e cirurgias que podem ter um final feliz graças a esses voluntários.