Cotidiano

No PR, famílias de sem terra são expulsas de assentamento por membros do movimento

Da Redação ·
Foto: Gilberto Abelha
Foto: Gilberto Abelha

O final de semana foi marcado por tumulto e tensão em acampamento de trabalhadores rurais sem terra situado no município de Quinta do Sol (norte do Paraná), conhecido como "Assentamento Roncador".  De acordo com a Polícia Militar (PM), a corporação foi informada que algumas famílias foram retiradas à força da área por membros do próprio movimento em prol da reforma agrária. 

continua após publicidade

Policiais foram até o local e apuraram que houve um tipo de "reintegração de posse" realizada pelos próprios assentados.  Segundo os sem terra responsáveis pela expulsão, há cerca de 90 dias um homem conhecido como “Macuco” reuniu algumas famílias que estavam em outra fazenda invadida na região de Quinta do Sol e aproveitou que um morador legalizado do assentamento Roncador havia viajado para consumar invasão de duas propriedade desse morador.  

Macuco fugiu
Quando um grupo assentados foi até o local para retomar os lotes, Macuco fugiu e não foi mais visto. Na propriedade rural teria ocorrido troca de agressões físicas, conforme versão de pessoas expulsas do assentamento

continua após publicidade

Posteriormente outra denúncia anônima à PM alertou sobre suposta arregimentação de pessoas no Assentamento Santa Rita, no município de Peabiru (centro-norte do Paraná), com a finalidade de realizar outra invasão de lotes na área em Quinta Sol, mas isso não se concretizou. 

A PM de quinta do Sol e de Engenheiro Beltrão acompanha a situação de impasse entre os próprios sem terra.