Cotidiano

Em Angola, roupas de corpos sepultados são furtadas para venda

Da Redação ·
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

O padre católico Mulewu Clement postou denúncia na internet que foi reiterada nesta quinta-feira (17) e teve ampla repercussão na web. 

continua após publicidade

Segundo Clement, em Angola pessoas inescrupulosas furtam roupas de corpos que acabaram de ser sepultados para depois vendê-las. O católico cita a capital angolana, Luanda, e o Kwanza Sul como locais onde há registros mais recorrentes de vandalização nos cemitérios.

Clement condena com veemência a vandalização de cemitérios. Conforme o religioso, os baderneiros defecam sobre as sepulturas sem o menor pudor, além de arrancar as placas de identificação dos túmulos. 

continua após publicidade

O padre reprova ainda a venda de bebidas alcoólicas no portão dos cemitérios.