Cotidiano

Pesquisa aponta quais são os sonhos frequentes para pessoas à beira da morte

Da Redação ·
Pacientes em fase terminal geralmente sonham com parentes falecidos (IStock)
Pacientes em fase terminal geralmente sonham com parentes falecidos (IStock)

Especialistas em medicina paliativa divulgaram nesta semana resultado de pesquisa realizada com pacientes em estado terminal. O estudo foi focado no chamado de 'experiência sensorial relacionada com a morte' (DRSE, na sigla em inglês) ou 'fenômeno do leito de morte'. Conforme abordagem sobre o tema no portal El Confidencial, os moribundos têm alucinações nas quais veem seus familiares ou amigos, assim como revivem episódios marcantes de suas vidas.

continua após publicidade

Kerry Egan, capelã de um abrigo para idosos, explicou em seu livro de memórias, chamado 'On Living', quais sonhos os doentes em fase terminal geralmente têm com mais frequência. "Qualquer um que trabalhe em uma casa, qualquer que seja, pode dizer que é muito comum que as pessoas antes de morrer vejam suas mães. Não é obrigatório, nem todo mundo o experimenta, mas isso acontece muito frequentemente… Entram nos seus quartos, os saúdam, por vezes falam com elas, e é algo que realmente… realmente os conforta", detalhou a capelã em uma entrevista ao portal NPR

"É real ou não é real? Eu acho que há muitas coisas na vida que você pode experimentar ou não, que podemos entender ou não entender, e que em algum momento você diz, 'eu não sei o que significa, mas faz parte da minha experiência e eu tenho que aceitá-la'", acrescentou Kerry Egan. 

continua após publicidade

Segundo pesquisa publicada na revista científica The Journal of Palliative Medicine, as experiências antes de morrer têm algumas características em comum. Pacientes entrevistados

Os especialistas entrevistaram 59 pacientes de um abrigo para idosos e chegaram à conclusão de que nos sonhos dos doentes costumam aparecer pessoas falecidas que foram bons pais, filhos ou amigos, imagens com a resolução de assuntos pendentes, bem como os preparativos próprios para uma viagem. No que diz respeito aos sentimentos, os moribundos experimentam, em diversos casos, o amor ou o perdão. 

De acordo com os pesquisadores, as pessoas em estado terminal não sonham só com seus entes queridos, mas também uns 20%, em sua maioria militares, têm visões traumáticas. Por exemplo, um doente se via rodeado de soldados mortos que vinham buscá-lo. 

continua após publicidade

Maioria positiva
No entanto, a maioria dos sonhos é mais positiva, com os pais, esposos ou animais domésticos falecidos que esperavam o paciente 'do outro lado'. Reportagem sobre o tema publicada pelo jornal The New York Times explica que tais sonhos são apenas uma função de proteção do organismo humano em uma situação tão difícil como é o processo da morte. 

Ajudando a si mesmos
Para o neurocientista Tore Nielsen, diretor da Universidade de Montreal dos Sonhos e Pesadelos, "os que sonham com isso estão se ajudando a si mesmos". No entanto, os especialistas não podem explicar por que esses sonhos são tão vívidos embora sejam vistos em um estado de delírio.  De maneira geral, as experiências deste tipo antes de morrer já eram registradas desde os primórdios da civilização. 

Familiares voltam
Conforme obras de literatura e cinema a respeito do assunto, os familiares voltam ao mundo dos vivos para levar seus parentes, que em breve irão morrer. Mas há diversos especialistas defendem que tais alucinações são reflexo do que a humanidade  vê em filmes ou livros.

continua após publicidade

Anjos da morte
"Alguns encontram o significado na religião. Outros fazem-no com a família, amigos e suas relações, ou na arte, na literatura e na música", completou a capelã Kerry Egan. As alucinações com ‘anjos da morte', no entanto, são comuns a quase todos os moribundos, mas ainda permanecem envoltas em mistério.

Com informações do portal El Confidencial