Cotidiano

Russos descobrem base militar secreta nazista no Ártico

Da Redação ·
Guarda de fronteira na Terra de Alexandra, que forneceu relatórios meteorológicos vitais durante a Segunda Guerra Mundial - Imagem: Wikimedia Commons
Guarda de fronteira na Terra de Alexandra, que forneceu relatórios meteorológicos vitais durante a Segunda Guerra Mundial - Imagem: Wikimedia Commons

Cientistas russos divulgaram nesta semana que localizaram em Alexandra, a 1000 quilômetros do Pólo Norte (Ártico), bunkers, balas enferrujadas e outras relíquias que datam da Segunda Guerra Mundial. De acordo com os russos, no local,  construído em 1942, um ano após Adolf Hitler mandar invadir a Rússia, teria sido instalada uma base militar secreta nazista

continua após publicidade

A base recebeu o nome de "Schatzgraber" ou "Treasure Hunter" pelos alemães e foi usado principalmente como uma estação meteorológica tática. A base foi abandonada quando os cientistas radicados no local foram envenenados por carne de urso polar, em 1944. Eles foram resgatados por um submarino alemão.

Lote de documentos
A base foi redescoberta após 72 anos e 500 objetos foram encontrados e recolhidos, incluindo um lote de documentos bem conservados. A ilha foi vital durante a Segunda Guerra Mundial, principalmente por conta dos relatórios meteorológicos, que eram essenciais para planejamento nazista do movimento de tropas, submarinos e navios.

continua após publicidade

Especialistas não descartam a possibilidade de o local ter sido usado como ponto de partida para a busca de relíquias. Alexandra foi um território disputado por várias nações durante muitos anos, mas agora faz parte do território russo.


Com informações do The Independent