Mais lidas
Cotidiano

Oito detentos fogem da cadeia de Ivaiporã; veja vídeo

.

Policial militar e delegado observam buraco aberto por fugitivos - Foto: IvandMaldonado
Policial militar e delegado observam buraco aberto por fugitivos - Foto: IvandMaldonado

Oito internos que estavam detidos na Cadeia Pública da 54ª Delegacia Regional de Polícia (54ª DRP) de Ivaiporã (norte do Paraná), fugiram da unidade prisional na madrugada deste domingo (16). Os fugitivos cavaram um túnel e saíram na área externa da cadeia. A fuga foi gravada por câmeras de segurança (clique aqui e assista) e só não foi maior em razão da intervenção rápida da Polícia Militar (PM). O nono preso que tentou a fuga, André Luiz Barbata dos Santos, 22 anos, foi flagrado pelos policiais quando saia do túnel. 

De acordo com o delegado Gustavo Dante, os presos cavaram um túnel de 1.5 metros de profundidade que dá acesso à parte de fora da carceragem ao lado do Instituto Médico Legal. No momento da fuga a equipe de plantão da PM apresentava ocorrência na delegacia. “Foi visto uma movimentação no monitor das câmeras de segurança, onde a PM interviu rápido e evitou a fuga em massa”, relata Dante.

Segundo o delegado, cada vez que ocorre uma fuga é frustrante para polícia. “São presos perigosos que podem cometer outro crime grave na sociedade. Também tem horas de investigação e de trabalho árduo da PM e da Polícia Civil que é jogado fora”, relata Dante.

Os fugitivos cavaram um túnel e saíram na área externa da cadeia (Foto/Ivan Maldonado)

Nos últimos dois meses as polícia havia frustrado duas tentativas de fuga da Cadeia de Ivaiporã.  A última fuga aconteceu no dia 18 de julho em uma ação semelhante. Na época 27 presos conseguiram a liberdade forçada.

O setor de carceragem da 54ª DRP  que tem capacidade para 32 detentos, antes da fuga tinha aproximadamente 140 encarcerados; destes 65 são presos condenados. Recentemente um preso morreu no interior da unidade carcerária.

                                                                            

Presos transferidos
No inicio do mês, em virtude e tentativas de fugas, 10 presos condenados foram transferidos para a Casa de Custódia de Londrina (CCL). Segundo Jair Antônio Burato, na época foi escolhido pela Vara de Execução Penal de Londrina somente os presos com penas mais brandas.

“Um absurdo, pois sabemos que os presos mais perigosos e com penas maiores são os que causam tumultos e são os lideres das fugas. Está ai o resultado e se não houver uma intervenção séria das autoridades de segurança do Estado, mais fugas ocorrerão” ressalta Burato.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber