Mais lidas
Cotidiano

Concessionária esclarece situação sobre caso de  maracajá no Litoral do Paraná

.

Motorista verifica danos em veículo após atropelamento de maracajá, enquanto animal agoniza sobre plataforma de guincho - Foto: Daniela Sandro
Motorista verifica danos em veículo após atropelamento de maracajá, enquanto animal agoniza sobre plataforma de guincho - Foto: Daniela Sandro

A concessionária de pedágio que administra rodovias no litoral do Paraná manteve contato telefônico na tarde desta quarta-feira (5) para esclarecer que o gato maracajá adulto, conhecido popularmente como um tipo de onça, foi atropelado em 2015, e não hoje (5), conforme informação encaminhada por um colaborador.  

Na ocasisão, um  GM Corsa atropelou o animal na PR 508, rodovia que liga Alexandra a Matinhos, no Litoral do Paraná. O motorista do carro relatou a motoristas que pararam para ajudar a prestar socorro ao animal que o felino teria surgido subitamente na pista e ele não teve como desviar. 

O colaborador se equivocou no momento de encaminhar o material via e:mail, trocando texto e fotos que seriam enviados originalmente. A concessionária prontamente manteve contato para que a retificação fosse feita.  

Foto: Daniela Sandro

Onça morta
Em 5 de maio deste ano, uma onça sussuarana foi atropelada por uma caminhão no km 12 da PR-407, entre Praia de Leste, no Litoral do Paraná, e a BR-277, que liga Paranaguá a Curitiba. 

Policiais militares da Força Verde de Paranaguá deram o primeiro atendimento, mas o animal não resistiu e morreu.A Ecovia, concessionária que administra o trecho retirou o corpo do felino. A onça morta foi taxidermizada, ou seja, preparado para exposição.

O corpo da onça morte em atropelamento (foto: Divulgação)

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber