Cotidiano

Preso beneficiado rompe tornozeleira para fugir no Paraná

Da Redação ·
Suspeito de estuprar crianças era monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Foto: Ilustração
Suspeito de estuprar crianças era monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Foto: Ilustração

Um rapaz de 19 anos, monitorado por uma tornozeleira eletrônica, voltou para a cadeia após descumprir uma medida judicial, no Paraná. Segundo informações da Divisão de Homicídios de Proteção a Pessoa (DHPP), o homem conseguiu romper o equipamento. Ele foi localizado pela polícia no município de Campo Magro, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

continua após publicidade

A prisão do suspeito aconteceu depois que a equipe de investigação realizava outras diligências, momento em que perceberam a presença de uma pessoa suspeita em frente a uma residência. Ao ser abordado, os policiais constataram que o jovem possuía um mandado de prisão em aberto.

O suspeito respondia em liberdade pelo crime de roubo. Ele utilizava uma tornozeleira eletrônica, mas ao romper o equipamento, o rapaz acabou perdendo o benefício sendo considerado foragido da Justiça.

continua após publicidade

O CRIME
Segundo investigações, o homem é suspeito de cometer um crime de roubo em Curitiba no dia 5 de maio deste ano, quando ele junto com mais três comparsas acabaram sendo presos em flagrante pela polícia depois de assaltar um casal que estava caminhando pela rua.

MONITORAMENTO
A Secretária de Segurança Pública do Estado realiza o monitoramento de tornozeleiras eletrônicas 24 horas por dia, através de satélites no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Alguns dos fatos determinantes para a ativação do alarme no sistema é o rompimento da tornozeleira, bem como a queda de energia da bateria.