Cotidiano

Polícia fecha laboratório de crack e prende três por tráfico no Paraná

Da Redação ·
Polícia chegou até laboratório de crack no Paraná. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Polícia chegou até laboratório de crack no Paraná. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma operação da Polícia Civil do Paraná fechou um laboratório de crack e prendeu três pessoas, no município de Prudentópolis, região Centro-Sul do Estado. A ação foi realizada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) nos bairros Vila das Flores e Centro. Dois menores também foram apreendidos. Os trabalhos começaram na semana passada após a polícia receber informações de que um casal que vivia em Prudentópolis liderava uma facção criminosa que fabricava e comercializava drogas na região. Uma equipe da Denarc se deslocou até o município para investigação. 

continua após publicidade

Ao chegar ao endereço indicado com reforço da Polícia Civil de Prudentópolis, no bairro Vila das Flores, não havia ninguém em casa. Após campana policial, o casal foi abordado. No interior da residência, a polícia localizou o laboratório clandestino onde a droga era preparada. No local, foram localizados e apreendidos aproximadamente 1,3 quilos de crack, uma balança de precisão, uma forma de plástico para moldar o bloco de droga, maconha, máscara de manuseio de produtos químicos, saco de cimento, dois sacos de cal, um quilo de pó de rejunte, uma faca, além de dois cadernos contendo informações sobre facção criminosa, um notebook e dois celulares.Os dois filhos do casal estavam na casa no momento da revista. A menina de 14 anos grávida e o menino de 10 anos, foram encaminhados para o Conselho Tutelar, pois não possuem familiares na cidade.

Polícia fecha laboratório de crack e prende três por tráfico no Paraná fonte: Reprodução
continua após publicidade

A delegada-adjunta da Denarc, Camila Cecconello, conta que o cimento, cal e rejunte são materiais utilizados para dar mais volume ao entorpecente. “Nos cadernos apreendidos constam nomes e telefones dos integrantes da facção, além da contabilidade da droga que foi fabricada e vendida”, explica a delegada.O casal foi encaminhado para a delegacia local, onde contaram que quem fazia a distribuição da droga era um jovem de 20 anos. 

Seguindo as diligências policiais, os investigadores se deslocaram até a casa indicada pelo casal. Em revista, foram encontradas 193 gramas de crack escondidas em um quarto da residência. Dois celulares foram apreendidos.O trio está recluso na carceragem temporária da Delegacia de Prudentópolis, onde permanece à disposição da Justiça. Eles responderão pelos crimes de associação criminosa e tráfico de drogas.