Cotidiano

Araucária, árvore símbolo do Paraná, está 'criticamente em perigo' 

Da Redação ·
Pesquisas apontam que a Floresta com Araucária já perdeu aproximadamente 97% de sua área original - Foto: Rodolfo Buhrer
Pesquisas apontam que a Floresta com Araucária já perdeu aproximadamente 97% de sua área original - Foto: Rodolfo Buhrer

A Araucária, árvore símbolo do Paraná, está entre as espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com alto risco de desaparecimento na natureza em um futuro próximo. O vegetal de grande porte integra a lista de espécies ameaçadas de extinção da IUCN (The World Conservation Union - A União Internacional para Conservação da Natureza) e da Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçada de Extinção do IBAMA - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. De vulnerável, em 1998 e 2000, a Araucaria angustifolia passou para a categoria ‘criticamente em perigo’ em 2006.

continua após publicidade

Pesquisas apontam que a Floresta com Araucária já perdeu aproximadamente 97% de sua área original, o que compromete totalmente a variabilidade genética da espécie. Esse quadro se deve, dentre outros fatores, à conversão das áreas de florestas nativas para a agricultura, ao crescimento das cidades e ao uso da madeira.

PROJETOS DE RECUPERAÇÃO
A professora de gestão ambiental da Universidade Positivo de Curitiba, Leila Maranho, propõe a criação e implantação de projetos de recuperação das áreas degradadas antes ocupadas pela Araucaria angustifolia, a que permitam a restauração de processos biológicos e genéticos. 

continua após publicidade

Ela sugere ainda que a restauração de floresta com araucária contribuirá com o resgate da cultura local, tais como lendas, contos, estórias, culinária, arte, entre outros. “Um aspecto merecedor de destaque é a forte depauperação das características culturais associadas ao uso de espécies nativas desse bioma, principalmente da araucária”, observa.

A professora Leila avalia que empresas, organizações, instituições e poder público devem unir esforços para aumentar o número de áreas protegidas de Floresta com Araucária, investir em pesquisa, fiscalizar e aplicar a legislação em áreas nativas desmatadas, fatores imprescindíveis para evitar que a espécie desapareça de vez.

AÇÃO CONCRETA
Um exemplo de ação concreta de proteção de áreas naturais remanescentes desse ecossistema é o programa Desmatamento Evitado, desenvolvido pela SPVS. Em 12 anos de operação, os resultados apontam para um sucesso de mais de 36% de Reservas Particulares do Patrimônio Natural, criadas e manejadas, em relação ao número de proprietários apoiados ao longo do período.

continua após publicidade

MATA DO URU
A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Mata do Uru é um exemplo. Mantida pelo Grupo Positivo, por meio do Instituto Positivo em parceria com a SPVS e família Campanholo, fica região da Lapa (PR), a área de cerca de 128 hectares, ao lado de quase 300 hectares do Parque Estadual do Monge, abriga uma área preservada de Floresta com Araucária. Lá é realizado o Programa de Educação Ambiental, que convida os visitantes a conhecer a fundo a Floresta com Araucária e todas as suas peculiaridades.


As informações são do Instituto Positivo