Cotidiano

Gestante tem bebê na BR-376 em Presidente Castelo Branco

Da Redação ·
A gestante, Lucimara Alves da Silva e o marido, Ronaldo Ferreira, seguiam de Paranacity até a Maternidade Santa Rita. Foto: Arquivo pessoal
A gestante, Lucimara Alves da Silva e o marido, Ronaldo Ferreira, seguiam de Paranacity até a Maternidade Santa Rita. Foto: Arquivo pessoal

Uma mulher de 35 anos deu a luz a um menino na BR-376, em Presidente Castelo Branco, município da região Noroeste do Paraná. Ela foi atendida às pressas pelos socorristas da concessionária de rodovias Viapar, responsável pela administração do segmento. O parto ocorreu na altura do quilômetro 149 [na praça de pedágio], dentro de uma ambulância, exatamente às 20h38 minutos desta quarta-feira (14). No momento exato em que veio ao mundo, o pequeno Misael da Silva Ferreira,  pesava 2.620 kg.      

continua após publicidade

A gestante, Lucimara Alves da Silva e o marido, Ronaldo Ferreira, seguiam de Paranacity até a Maternidade Santa Rita, em Maringá, quando no meio do caminho a bolsa amniótica estourou. 

“Foi o tempo de chegarmos à praça de pedágio para buscar ajuda”, contou o pai, que trabalha como auxiliar de produção. “Se não fossem os socorristas meu filho poderia ter morrido, uma vez que o cordão umbilical estava enrolado no pescoço. Ele já estava todo roxo. Foi Deus quem colocou estes profissionais em nossa vida”.      

continua após publicidade

O socorrista condutor da Viapar, Assis Mendes Figueiredo, 55 anos, foi uma das pessoas que ajudou no parto do pequeno Misael. “O motorista da ambulância encostou próximo de nossa base operacional e correu pedindo ajuda. De imediato eu e o socorrista Cícero prestamos todo o apoio necessário. A gestante já estava em avançado trabalho de parto, inclusive o cordão umbilical estava com duas voltas no pescoço do bebê. Ele poderia morrer ou ter sequelas graves se algo não fosse feito rapidamente”, revelou o profissional, que há 34 anos se dedica a salvar vidas como socorrista.  

“Momentos como este fazem nossa profissão valer a pena. Geralmente lidamos com acidentes, mortes, porém desta vez a história foi outra e uma pessoa veio à vida por nossas mãos”.           

A mamãe Lucimara continua internada na Maternidade Santa Rita e tem previsão para receber alta na tarde desta sexta-feira (16). Além do pequeno Misael, o casal tem outros dois filhos - de 10 e 15 anos. Ela trabalha como operadora de Estação de Tratamento de Água (ETA) em Paranacity.