Cotidiano

Doação de medula óssea é tema de mobilização no Paraná

Da Redação ·
Instituto Nacional do Câncer e Ministério da Saúde querem 9 mil novos cadastros de doadores todos os anos - FotoElza Fiúza/Agência Brasil
Instituto Nacional do Câncer e Ministério da Saúde querem 9 mil novos cadastros de doadores todos os anos - FotoElza Fiúza/Agência Brasil

O Governo do Paraná passa a integrar a campanha de conscientização global do Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, comemorado em 17 de setembro. Com o mote ‘Atualize o seu cadastro, você pode salvar uma vida em qualquer lugar do mundo’, a estratégia é relembrar a importância de manter as informações do cadastro sempre atualizadas.

continua após publicidade

“É importante que o doador sempre se lembre de atualizar o cadastro ao trocar o número de telefone ou o endereço, por exemplo. Muitas vezes, a doação deixa de ocorrer por não conseguirmos localizar o cadastrado”, ressalta o diretor do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Paulo Hatschbach.

Quem já se cadastrou para ser um doador de medula óssea deve atualizar o cadastro diretamente no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) pelo site www.inca.gov.br/doador. Para se cadastrar como doador é só procurar o hemocentro da sua região.É necessário ter entre 18 e 55 anos; estar em bom estado geral de saúde; não ter doença infecciosa ou incapacitante, câncer, doença no sangue ou do sistema imunológico. De acordo com Hatschbach, o procedimento é simples e rápido.

continua após publicidade

“O doador deverá preencher um termo de consentimento e uma ficha com informações pessoais. O processo também inclui a retirada de uma pequena quantidade de sangue (5 ml) que será analisado para identificar as características genéticas da pessoa”, detalha o diretor.

COMPATIBILIDADE E LOCALIZAÇÃO
Com o cadastro sempre atualizado, o doador poderá ser localizado e consultado quando houver um paciente com possível compatibilidade. O processo de doação só acontece após mais exames para confirmação da compatibilidade e uma avaliação clínica de saúde.

Com informações da Agência Estadual de Notícias