Cotidiano

Mais uma rinha é fechada no PR; mais de mil galos já foram resgatados em 2016

Da Redação ·
Galos ficavam presos em gaiolas nos fundos de rinha - Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Galos ficavam presos em gaiolas nos fundos de rinha - Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

A Polícia Militar Ambiental fechou uma rinha de galos na noite de sábado (3), no distrito de São Roque, em Santa Helena (região oeste do Paraná). O flagrante aconteceu na comunidade de Vista Alta. Várias pessoas que acompanhavam as brigas de galo fugiram ao notar a chegada da polícia, mas quatro foram detidas e vão responder por crime ambiental em decorrência de maus-tratos.Foram resgatados 20 galos, que passariam pela análise de veterinários. A pena para o crime ambiental é de três meses a um ano de cadeia, além de multa. Neste anos, a Polícia Ambiental já fechou dezenas de rinhas e resgatou mais de mil galos no Paraná, em operações realizadas em Curitiba e no interior. Dezenas de pessoas acabaram detidas e mais de R$ 30 mil e armas foram apreendidos.

continua após publicidade

CURITIBA
No dia 10 de agosto, outra rinha de galos foi fechada pela Polícia Civil do Paraná e por pessoas ligadas à Rede de Proteção Animal, da secretaria Municipal de Meio Ambiente de Curitiba. O local de apostas em brigas das aves estava situado no Bairro Tatuquara.  

Conforme a polícia, 34 aves foram apreendidas, sendo 22 galos, seis galinhas e ainda seis pássaros silvestres. A aposta mínima nas brigas das aves (algumas delas até a morte) era de R$ 300. Investigadores relataram que o dono da rinha conseguiu fugir ao notar a aproximação da polícia.

continua após publicidade

Ele foi identificado e deve responder pelo crime de maus tratos, que tem pena prevista de três meses a um ano de detenção, além de multa. A legislação municipal de Curitiba estabelece ainda multa para casos de maus tratos, que podem chegar a R$ 200 mil. Os galos resgatados agora estão sob a responsabilidade da Rede de Proteção Animal. Outras operações neste ano resultaram no resgate de centenas de galos na Capital do Paraná e região metropolitana.

SITUAÇÕES RECORRENTES 
Nos últimos três meses a polícia do Paraná intensificou a fiscalização para coibir o funcionamento de rinhas de galos no Estado e resgatou cerca de 1000 aves.  No dia 22 de julho, 15 pessoas foram detidas e 37 galos resgatados de rinha em Apucarana (norte do Estado). Já no dia 15 de julho A Polícia Ambiental, de Londrina (norte do Paraná), apreendeu mais 84 galos em rinha numa chácara em Arapongas, entre outras operações do gênero realizadas.