Cotidiano

Pode passar de R$ 200 mil a multa ao proprietário de bois que morreram de fome 

Da Redação ·
Com pastagem escassa, bois estavam morrendo de fome em fazenda de Altônia - Foto: Divulgação/Polícia Ambiental
Com pastagem escassa, bois estavam morrendo de fome em fazenda de Altônia - Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

O dono da fazenda de Altônia, no noroeste do Paraná, onde foram encontrados 76 bois mortos e dezenas de animais agonizando por inanição (falta de alimentação), pode receber multa superior a R$ 200 mil , de acordo com informações do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). Os dois órgãos já autuaram o dono dos bovinos, mantidos em pastagem insuficiente, e devem lavrar as multas nos próximos dias.

continua após publicidade

Depois de denúncia anônima recebida na quarta-feira (24), a Polícia Ambiental localizou 50 animais mortos na propriedade de 250 alqueires. Na quinta-feira (25), outras 26 cabeças de gado mortas acabaram encontradas por técnicos dos órgãos ambientais, conforme o G1

R$ 200 MIL
Outros mil bovinos estão magros, em terreno com pastagem escassa. O IAP deve estipular o valor da multa a partir do Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Ambiental. A multa do órgão, por maus-tratos aos animais, pode ultrapassar R$ 100 mil. A Adapar também deve emitir multa de R$ 100 mil. Com as duas notificações, o valor que será cobrado do agropecuarista pode superar a quantia de R$ 200 mil.