Cotidiano

Câmeras de segurança registram  esposa de PM comprando pá para enterrar o corpo

Da Redação ·
Corpo do policial foi encontrado em uma chácara em Araucária. Foto: Reprodução
Corpo do policial foi encontrado em uma chácara em Araucária. Foto: Reprodução

A Polícia Civil divulgou imagens das câmeras de segurança que registraram a esposa do policial militar, Rodrigo Federizzi, comprando uma pá para enterrar o corpo do marido, na Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná. Segundo divulgado pelo portal Banda B, Ellen Homiak Federizzi foi presa na semana passada e acabou confessando o assassinato do companheiro. 

continua após publicidade

Em depoimento ela contou detalhes sobre como praticou o crime que teria sido motivado por uma briga entre o casal. A mulher disse Rodrigo a chamou de louca e prometeu ir embora de casa com o filho. Contudo, a polícia contesta a versão e acredita que o crime foi premeditado.

Imagens de câmeras de segurança de uma loja de ferragens mostram  que Ellen comprou uma pá no dia 28 de julho, por volta das 18h27. O assassinato havia acontecido na manhã daquele dia, de acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

continua após publicidade

As imagens mostram a mulher escolhendo uma pá de depois aguarda o vendedor voltar com o equipamento. Segundo informações do portal Banda B, após sair da loja, Ellen enterrou o corpo esquartejado do marido em um terreno na cidade de Araucária.

O tronco foi localizado no domingo, já as pernas do policial foram encontradas na tarde de terça-feira (16/08).

DETALHES DO CRIME
Ellen relatou à polícia que matou o marido na manhã de 28 de julho, e depois registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento. 

continua após publicidade

Ela confessou que assassinou Rodrigo com um tiro na cabeça, enquanto ele estava dormindo.Em seguida, segundo depoimento oficial, ela foi até a cozinha e começou a cortar as pernas da vítima usando uma faca de caça que estava na gaveta. No entanto, quando chegou até o osso, segundo depoimento dela, teria optado pela serra.  

Ellen disse que colocou o corpo do marido em duas malas e desceu até o estacionamento. Nessa hora, ela contou que o filho brincava no playground do condomínio. O corpo foi enterrado em uma chácara.