Cotidiano

No Paraná, 16º Vestibular dos Povos Indígenas está com inscrições abertas

Da Redação ·
Vestibular dos Vestibular Povos Indígenas está com inscrições abertas no Paraná (Foto: Matheus Henrique/G1)
Vestibular dos Vestibular Povos Indígenas está com inscrições abertas no Paraná (Foto: Matheus Henrique/G1)

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) promove, neste ano, a 16ª edição do Vestibular dos Povos Indígenas. Sete universidades estaduais paranaenses oferecem seis vagas cada em seus cursos de graduação a pessoas das comunidades indígenas do estado. Em Apucarana (norte do Estado), o campus da Unespar vai disponibilizar seis vagas para índios. Já a Universidade Federal do Paraná (UFPR) disponibiliza dez vagas em cursos de graduação e de técnicos pós-médios para pessoas de etnias indígenas do Brasil. As inscrições são gratuitas (endereço unioeste.br/portal.) e devem ser feitas até 9 de setembro nas seguintes universidades:

continua após publicidade

- Unioeste - Universidade Estadual de Londrina (UEL)
- Universidade Estadual de Maringá (UEM)
- Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp)
- Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
- Universidade Estadual do Paraná (Unespar)
- Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) - UFPR.

A coordenação do concurso é da Comissão Universidade para os Índios (Cuia), com apoio das universidades estaduais. A cada edição, o vestibular é organizado por uma das oito universidades. O vestibular dos índios é realizado com uma prova oral, redação e prova objetiva com cinco questões de cada disciplina do ensino médio. 

continua após publicidade

PROVA ORAL DE PORTUGÊS
Em 30 de outubro, é aplicada a prova oral em língua portuguesa. No dia seguinte, a prova objetiva e a redação.  A Comissão Universidade para os Índios recebeu 495 inscrições em 2015, número superior ao registrado em 2014, quando 420 se inscreveram. No vestibular indígena, o candidato escolhe apenas a universidade onde deseja estudar e não o curso. A escolha da graduação é feita pelo aluno no ato da matrícula. 

INÍCIO
O Vestibular dos Povos Indígenas começou a ser realizado há 15 anos, com 52 candidatos e 15 vagas. No período, foram ofertadas 577 vagas. A lei que criou o vestibular estabelece a concessão de uma bolsa de assistência para os que entrarem na universidade. Atualmente, a bolsa é de R$ 900 e de R$ 1.350 para quem tem filhos dependentes.

No Paraná, 16º Vestibular dos Povos  Indígenas está com inscrições abertas fonte: Reprodução

Com informações da SETI - Agência UEL