Cotidiano

Mulher de 3.700 anos tem face reconstituída digitalmente

Da Redação ·
​Mulher de 3.700 anos tem face reconstituída digitalmente na Escócia - Foto: Hew Morrison
​Mulher de 3.700 anos tem face reconstituída digitalmente na Escócia - Foto: Hew Morrison

Uma mulher que foi sepultada há pelo menos 3.700 anos, na Escócia, no Reino Unido, teve reconstituição digital da face e a imagem foi divulgada na internet por cientistas. Na época, por volta de 1700 a.C., a Grande Pirâmide do Egito já era um monumento antigo, com mil anos de idade. 

continua após publicidade

Conforme cientistas britânicos, a reconstituição digital do rosto - a mais exata já feita pela arqueologia -  teve como base um crânio achado ainda nos anos 80. A mulher foi batizada de Ava, uma abreviação de Achavanich, sítio arqueológico onde os ossos foram localizados. Cientistas analisaram o tamanho e o estado da ossada e chegaram à conclusão que a mulher tinha 1,67 m de altura, e entre 18 e 22 anos quando morreu. Já a causa do óbito é desconhecida. 

CULTURA BEAKER
Ava fazia parte da cultura Beaker, uma civilização que viveu na Idade do Bronze, entre 2.900 A.C. e 1.900 A.C., e que tinha como característica a confecção de vasos campaniformes - arredondados e decorados.  A moça foi encontrada em 1987 por arqueólogos escoceses, em uma cova cavada em rocha dura - algo incomum para o povo, que geralmente enterrava os mortos na terra, com uma estaca ou uma pedra servindo de lápide. 

continua após publicidade

CRÂNIO ACHATADO
O crânio de Ava, diferenciado dos demais, é achatado na parte de trás e no topo, como se tivesse sido amassado antes do sepultamento. Reconstruir o rosto de Ava deu o muito trabalho para o artista forense responsável pelo projeto, Hew Morrison, da Universidade de Dundee, no Reino Unido. 

FÓRMULA MATEMÁTICA
Primeiro, ele aplicou uma fórmula matemática sobre o volume do crânio, para calcular o formato da mandíbula da mulher, que havia sido destruída pelo tempo.Em seguida, utilizando um programa de computador, Morrison determinou as camadas de músculos, o que ajudou a descobrir a grossura da pele em cada ponto do rosto. 

Com informações do site br.noticias.yahoo.com