Cotidiano

Vídeo em que ex de Luíza Brunet aparece semi nu é recusado como prova de agressão 

Da Redação ·
Luiza Brunet se separou do empresário Lírio Parisotto  após agressão - Foto: Reprodução / TV Globo
Luiza Brunet se separou do empresário Lírio Parisotto após agressão - Foto: Reprodução / TV Globo

O Ministério Público recusou o vídeo gravado pela modelo e atriz Luíza Brunet, em que seu ex-companheiro Lírio Albino Parissoto aparece semi nu logo após a discussão do casal, como prova da agressão.

continua após publicidade

Luíza afirma que o vídeo foi gravado no apartamento de Lírio em Nova York, nos EUA. Nas imagens que tem duração de 39 segundos ela acusa o ex de ter batido nela. Ele aparece deitado na cama com um roupão, e logo após se levanta e acende um charuto. Ele ainda teria chutado o celular dela numa tentativa de impedir a gravação.

Durante a filmagem Luíza pronuncia algumas palavras que reforçam através dela a agressão sofrida. "Esse é o Lírio Parisotto pelado. Acabou de me encher de porrada. Por quê? Porque é um idiota! Esse moço aqui, ó. Tá vendo? Esse aqui é o Lírio Parisotto. Me bateu hoje, me bateu outras vezes e me bateu hoje de novo por causa da ex-mulher dele, né? A dona Tânia. Hoje, uma hora da manhã. São uma hora da manhã. Esse senhor me bateu" (...) "Não me bateu? Me bateu, Lírio? Tá vendo, ó!. Ó o nível".

continua após publicidade

Apesar do vídeo vão ter sido anexado como prova, o Tribunal e Justiça de São Paulo aceitou a denúncia da modelo contra o ex, e o transformou em réu no processo de agressão.