Cotidiano

Cresce procura por remoção de tatuagens

Da Redação ·
Laser é a solução mais prática para quem se arrependeu de marcar a pele. Foto: Delair Garcia
Laser é a solução mais prática para quem se arrependeu de marcar a pele. Foto: Delair Garcia

Se alguma vez você já teve vontade de remover uma tatuagem quando se fez na adolescência ou em um momento de empolgação, pode comemorar. A tecnologia entra nesta história a favor dos arrependidos e o procedimento com laser auxilia na remoção destes desenhos indesejados.

continua após publicidade

Segundo uma pesquisa, em 2015 houve um aumento de 40% nesse procedimento. Os dados foram coletados em clínicas de São Paulo, Rio de Janeiro e do Paraná, da rede Pró-Corpo Estética, e refletem a realidade do País.

É comum se arrepender. Um exemplo é uma estudante de Moda de 30 anos, que não quer ser identificada. Ela conta que fez a primeira tatuagem quando era adolescente junto de um ex-namorado e se arrependeu amargamente. “Fiz na época na empolgação, porém o tempo passou e eu não suportava mais ver o desenho”, conta.

continua após publicidade

Apesar de ter eliminado o desenho de um casal feito na virilha em apenas três sessões, a estudante diz que pensaria várias vezes antes de se tatuar novamente. “Era algo que me incomodava demais, mas a remoção é muito dolorosa e não teria coragem de fazer novamente. Antes de me tatuar de novo vou pensar bastante”, desabafa.

A dermatologista Caroline Cilião, de Apucarana, esclarece algumas dúvidas sobre o tratamento de remoção de tatuagem. Segundo a médica, a maioria dos pacientes que desejam remover uma tatuagem é aquela que fez o desenho na adolescência. “Geralmente são pessoas que tatuaram desenhos de personagens, frases e nomes de ex-namorados e se arrependeram conforme foram envelhecendo”, explica.

Caroline diz que o laser Q-switched Nd-YAG é o mais utilizado para a remoção e tem preferência para determinados comprimentos de onda que correspondem a cor. “O paciente tem que estar ciente que pode restar uma sombra da tatuagem ainda. Nenhum método de remoção de tatuagem é perfeito, mas o laser é amplamente utilizado e tem se mostrado muito eficaz”, afirma.

continua após publicidade

A médica cita três tipos de lasers Q-switched comercialmente utilizados: Ruby, Alexandrite e Nd YAG, considerado pela dermatologista o mais seguro e utilizado no procedimento de remoção de tatuagem. Além do pigmento preto, a médica diz que o laser Nd YAG é muito eficiente para clarear as seguintes cores: vermelho, marrom e laranja. “As cores amarela e branca são mais resistentes e o terapeuta pode optar por usar lasers ablativos”, acrescenta.

Segundo Caroline, os comprimentos de onda diferentes tratam diferentes cores de tinta e quando absorvem o laser, as partículas de tinta da tatuagem são quebradas em pequenos fragmentos, que são então absorvidos pelo mecanismo de limpeza do organismo. “Esse processo leva algumas semanas. Partículas de tinta maiores requerem tratamentos múltiplos”, revela.

De acordo com Caroline, o pigmento preto é mais fácil de ser removido, já os amarelos, vermelhos e laranjadas são mais difíceis, consequentemente tatuagens pretas saem com maior facilidade. A médica conta que o número de sessões varia em média de 6 a 10 ou até mais, muitas vezes tendo que complementar o tratamento com outro ablativo.

continua após publicidade

“Há risco de complicações. A pele no local da tatuagem pode ficar com coloração mais clara que o normal, mais fina, pode formar queloide e também pode não ser removida totalmente”, sublinha. Em relação aos valores, a dermatologista diz que depende, principalmente, do tamanho da tatuagem e da quantidade de cores. “É um tratamento caro, mas vale a pena. Os resultados são bons. Além disso, deve ser feito por um profissional habilitado”, pontua.

Por isso, na opinião da dermatologista, é preciso pensar bem antes de fazer de fazer uma tatuagem. “O paciente será avaliado e orientado minuciosamente sobre o processo e as complicações que podem ocorrer para não gerar falsas expectativas. Mas antes de fazer uma tatuagem, pense bem nas consequências e tenha certeza do que quer”, orienta.