Cotidiano

Morre aos 70 anos, o cineasta Hector Babenco

Da Redação ·
Diretor morreu aos 70 anos após uma parada cardíaca (Foto: Denise Andrade/Estadão)
Diretor morreu aos 70 anos após uma parada cardíaca (Foto: Denise Andrade/Estadão)

O cineasta Hector Babenco faleceu na noite da quarta-feira (13) aos 70 anos, em São Paulo. O diretor havia passado por um procedimento cirúrgico na terça-feira (12) e já se recuperava em casa, quando teve uma parada cardíaca.

continua após publicidade

A informação foi confirmada pelo Hospital Sírio Libanes. O cineasta chegou a ser encaminhado para o hospital, porém não resistiu. 

Nascido na Argentina em 1946, Babenco se naturalizou brasileiro na década de 70. No país ele alcançou o estrelato como diretor de filmes. Seu primeiro trabalho foi o longa "O rei da noite" (1975), estrelado por Paulo José e Marilia Pêra. 

continua após publicidade

Mas foi Pixote: A Lei do Mais Fraco(1982) e O Beijo da Mulher Aranha (1985) que trouxeram notoriedade para sua carreira internacional. E com ''Carandiru'' (2003) ele voltou a ser destaque no cinema de todo o mundo. 

Babenco já foi indicado ao Oscar como melhor diretor e já teve três filmes seus, disputados na Palma de Ouro em Cannes. Seu último trabalho foi o filme ''Meu amigo Hindu'' (2016) lançado em março deste ano.

O velório do cineasta está marcado para a sexta-feira (15), o horário ainda não foi divulgado.