Cotidiano

Médico abandonava pacientes em hospitais para liderar contrabando

Da Redação ·
O grupo usaria rotas fluviais dos Rios Paraná e Ivaí, para o repasse das cargas. Foto: Polícia Federal
O grupo usaria rotas fluviais dos Rios Paraná e Ivaí, para o repasse das cargas. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (12/07) 38 mandados judiciais, sendo 21 de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão.A ação faz parte da Operação Pleura, que visa desarticular um esquema criminoso de cigarros contrabandeados liderado por dois irmãos: um advogado e o outro médico.  

continua após publicidade

Durante as investigações, a polícia descobriu que o médico chegou a abandonar plantões nos hospitais públicos das cidades de Santa Isabel do Ivaí e Santa Cruz de Monte Castelo onde trabalhava para coordenar o contrabando nos rios Paraná e Ivaí. 

OPERAÇÃO - A operação foi deflagrada nos estados do Paraná (Loanda, Querência do Norte e Capanema), São Paulo (Tupã) e Mato Grosso do Sul (Naviraí). 

continua após publicidade

O grupo usava rotas fluviais dos Rios Paraná e Ivaí, para o repasse das cargas vindas de Salto del Guairá no Paraguai. Dois irmãos estão sendo investigados como os ‘’cabeças’’ do esquema. Moradores de Loanda, no Paraná.  Uma família também é alvo da operação. Ela também é suspeita de participar ativamente do contrabando e repasse para diversas cidades da região.