Cotidiano

Polícia de Ivaiporã esclarece morte de homem atropelado e com tiro na cabeça 

Da Redação ·
Homem detido confessou que vítima foi morta por vingança - Foto: Ivan Maldonado
Homem detido confessou que vítima foi morta por vingança - Foto: Ivan Maldonado

A Polícia Civil de Ivaiporã (região do Vale do Ivaí - Norte do Paraná) confirmou na manhã desta terça-feira (12) que está esclarecida a morte Orlei Simão, 36 anos, conhecido como Granjel, que já tinha passagens pela polícia (furto e roubo).  

continua após publicidade

O corpo da vítima foi encontrado na madrugada do último dia 3 , na Rua Ederaldo Rodrigues Zurlo esquina com Rua Guaretá, na Vila Nova Porã. Um homem que confessou o crime foi preso e outro está foragido. De acordo com a polícia, o crime teria sido cometido por Valdinei Fornaza, 44 anos, conhecido como Gordinho. Ele foi detido pela Polícia Militar no último sábado (9), por força de mandado judicial expedido na Comarca de Ivaiporã.  

Outro suspeito, o pedreiro Nelson Aragão Crusil (idade não informada) está foragido. Na casa, de Gordinho, os policiais localizaram e apreenderam dois revolveres, um calibre 38 e um 32, bem como 22 cartuchos calibre 38 e 7 cartuchos  32. 

continua após publicidade

Polícia de Ivaiporã esclarece morte de homem atropelado e com tiro na cabeça  fonte: Reprodução

CONFISSÃO - Segundo o investigador Aparecido Pinto da Silva, o detido confessou e detalhou o crime.    “Naquela madrugada, a vítima teria quebrado o vidro do lado direito da porta de um Meriva do Gordinho. Dias antes o Granjel já tinha furtado o bar dele. Quando ele ficou sabendo  que era o Granjel que havia quebrado o vidro, ele chamou o Nelson para acertar com a vítima”, destaca Silva.

ATROPELAMENTO E TIRO - De acordo com o investigador, Gordinho primeiro atropelou a vítima para depois realizar a execução. “O Nelson teria dado dois primeiros disparos e ele com a mesma arma também fez mais dois disparos. Assim é a versão, que o Gordinho deu em cartório”, assinala Silva.