Cotidiano

Criança corre risco de morte após traumatismo craniano. Mãe e padrasto são investigados

Da Redação ·
Mãe e padrasto tiveram que prestar depoimento na Delegacia (Foto: Ds/Banda B)
Mãe e padrasto tiveram que prestar depoimento na Delegacia (Foto: Ds/Banda B)

Um menino de um ano e meio foi internado em estado grave no Hospital Evangélico em Curitiba no Paraná (PR), na tarde da segunda-feira (20) com sinais de agressão e fratura grave no crânio.

continua após publicidade

Antes de ser encaminhado ao Hospital, a criança recebeu atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Colombo, região metropolitana de Curitiba. O menino foi levado ao local pela mãe e pelo padrasto e chegou à unidade já desacordado.

De acordo com o site Banda B, o médico que atendeu a vítima relatou que ela estava com o nível de consciência muito baixo, com traumas no crânio, ferimentos na orelha e roxos pelo corpo.

continua após publicidade

Segundo a mãe o menino teria caído do berço, já o padrasto, num primeiro momento, contou que uma grade caiu sobre o garoto. Além das lesões não serem características desse tipo de acidente, as divergências nos relatos também acabaram levantando dúvidas.

Em depoimento, o irmão da vítima, um menino de seis anos, reclamou que tem apanhado do padrasto. O casal está junto há sete meses e passaram a morar juntos há cerca de um mês. O Conselho Tutelar assumiu a responsabilidade das crianças que se manterão longe da família até que o caso seja elucidado com o apoio da Polícia Civil de Curitiba.

Mãe e padrasto negam terem agredidos os meninos. A criança hospitalizada tem respondido a alguns comandos, mas seu caso ainda é considerado grave com risco de morte.