Cotidiano

Falso médico preso no Paraná atendeu pacientes por cinco meses

Da Redação ·
Emerson Eduardo Toldo, 44 anos, se apresentava como residente no setor de cardiologia. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Emerson Eduardo Toldo, 44 anos, se apresentava como residente no setor de cardiologia. Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil confirmou nesta segunda-feira (20/06) a prisão em flagrante de um homem por exercício ilegal de medicina, estelionato, falsidade ideológica e documental. Emerson Eduardo Toldo, 44 anos, se apresentava como residente no setor de cardiologia do Hospital Cruz Vermelha, em Curitiba, no Paraná, e atuava com diploma falso por pelo menos cinco meses. 

continua após publicidade

A polícia chegou até o suspeito após receber denúncias de familiares de pacientes que depositaram dinheiro na conta do suposto médico. Conforme as vítimas, Toldo alegava que o hospital não fornecia medicamentos necessários para o tratamento dos pacientes e exigia dinheiro.

Falso médico preso no Paraná atendeu pacientes por cinco meses fonte: Reprodução
continua após publicidade

Segundo delegado, Wallace de Oliveira Brito, com Toldo foram apreendidos um diploma falso de medicina (de uma instituição de ensino da Bolívia), jaleco e um estetoscópio. 

“Após receber informações de que essa pessoa se passava por médico nós iniciamos as investigações e constatamos a fraude. A delegacia entrou em contato com a instituição de ensino que confirmou a suspeita da polícia”, disse o delegado, acrescentando que o diploma falso é de uma universidade de Cochabamba, na Bolívia. 

A assessoria do hospital disse que avalia a situação e verifica se a direção irá se posicionar oficialmente sobre o ocorrido ainda nesta segunda-feira (20/06).