Cotidiano

​Alunos confirmam no domingo se desocupam três escolas de Maringá

Da Redação ·
Manifestação de estudantes em Maringá já ocorre há oito dias - Foto: Reprodução
Manifestação de estudantes em Maringá já ocorre há oito dias - Foto: Reprodução

Lideranças do movimento estudantil agendaram uma assembleia para domingo (29) com o objetivo de decidir se vão desocupar três colégios estaduais de Maringá, no norte do Paraná. Representantes da Secretaria do Estado da Educação (Seed), Núcleo Regional de Educação (NRE) e deputados estaduais conversaram com estudantes nesta quinta-feira (26) para chegar a um acordo.

Na reunião foi sugerida alternativa para a desocupação de três colégios, que resultou em 2.500 alunos sem aulas já há oito dias. Diversas reivindicações dos alunos foram atendidas. Foi assegurado aos estudantes a participação no conselho da merenda. Ficou acertado que o repasse da merenda e as obras nas escolas vão ser solucionados.

A Seed espera que partir de segunda-feira [30] as escolas já comecem a ser abastecidas com parte de alimentos oriundos da agricultura familiar, como carne, ovo, mas os pedidos só serão atendidos se houver a desocupação.

“Eles ficaram com o posicionamento deles, e nós ficamos com o nosso. Acabou que não teve nada de concreto”, disse o presidente da União Paranaense de Estudantes Secundaristas (Upes), Matheus dos Santos.

continua após publicidade

O primeiro colégio público ocupado foi o Gerardo Braga, e o manifesto dura mais de uma semana. Um pedido de reintegração de posse foi decretado pela Justiça estabelecendo um prazo de 24 horas para a saída dos estudantes, mas os alunos dizem que ainda não foram notificados.