Cotidiano

​Quadrilha da dinamite explode mais uma agência bancária no PR

Da Redação ·

O bando conhecido no Paraná com “quadrilha da dinamite” voltou a agira na madrugada desta sexta-feira (20). Criminosos armados com fuzis deram cobertura para comparsas provocarem três explosões na agência do Banco do Brasil (BB) da cidade de Ortigueira, na região centro-sul do Estado (Campos Gerais).Moradores da cidade acordaram assustados com as explosões e com tiros disparados pela quadrilha durante a fuga em dois veículos. Ninguém ficou ferido.

continua após publicidade

Conforme a polícia, os ladrões teriam levado dinheiro de caixas eletrônicos e do cofre, mas o montante ainda não foi informado pela direção do banco. A polícia do Paraná está mobilizada para localizar e prender os bandidos, inclusive com apoio de helicóptero na operação.

Foto: Divulgação

continua após publicidade


ALVO FREQUENTE

A cidade de Ortigueira tem sido alvo frequente de assaltantes.  No dia 10 de novembro do ano passado, os bandidos se apossaram de retroescavadeira da Prefeitura para arrebentar a parede e os cofres de uma agência bancária. Conforme a polícia, pelo menos 15 assaltantes teriam participado da ação. 

Em outra situação, no dia 29 de dezembro de 2015, bandidos fortemente armados assaltaram a agência do Bradesco da cidade. De acordo com a Polícia Militar (PM) do município, seis pessoas foram feitas reféns pela quadrilha. Pelo menos quatro bandidos, armados com espingardas calibre 12, fuzis e pistolas, invadiram a agência. 

Eles aproveitaram a movimentação do dinheiro pós feriado e o horário de fechamento da agência para roubar os caixas eletrônicos e o cofre. Informações preliminares da PM, não confirmadas pelo banco, dão conta de que aproximadamente R$ 400 mil teriam sido levados. Policiais chegaram a cercar a agência e houve troca de tiros com os bandidos. 

Na ação, seis pessoas que estavam na agência, entre clientes e funcionários, foram feitas reféns e usadas como escudo para evitar aproximação da polícia. Um dos reféns foi obrigado a se manter no capô do veículo durante a fuga. Os bandidos fugiram utilizando uma caminhonete Toyota Hilux, roubada momentos antes na própria cidade.