Cotidiano

​Delegada diz: ´não há prova material contra ex-BBB nesta etapa do processo`

Da Redação ·
Delegada Daniela Andrade: "ainda não há provas materiais formalizadas na investigação" -  (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná)
Delegada Daniela Andrade: "ainda não há provas materiais formalizadas na investigação" - (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná)

A  delegada-titular do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) em Curitiba, Daniela Andrade, afirmou na manhã desta terça, 17, que ainda não há provas materiais formalizadas na investigação que levou à prisão do ex-BBB Laércio de Moura, 53.

Ele foi preso na segunda-feira (16) pela manhã em seu apartamento no Batel, em Curitiba, por supostamente ter  relacionado-se sexualmente com uma menina de 13 anos em 2012.  Laércio foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável e por oferecer bebida alcoólica a crianças.

CRIMES
O primeiro crime é tipificado no Código Penal e o segundo é do Estatuto dos Direitos da Criança e do Adolescente (ECA).  Segundo a polícia, o ex-BBB é suspeito ainda de pedofilia, crime para o qual há indícios, mas não há  nenhum tipo de prova

continua após publicidade

Na manhã desta terça-feira, Láercio foi levado para um complexo penal em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba.