Cotidiano

Protesto pró Dilma deixa centro de Curitiba lotado de balões em formato de coração

Da Redação ·
Calçadão da VX de Novembro, em Curitiba, está cheio de balões pró-governo Dilma Rousseff (PT) - Foto: Elisane Frank/ Arquivo pessoal
Calçadão da VX de Novembro, em Curitiba, está cheio de balões pró-governo Dilma Rousseff (PT) - Foto: Elisane Frank/ Arquivo pessoal

Manifestantes a favor da presidente Dilma Roussef realizam atos contra o impeachment nesta terça-feira (10) em várias cidades do Paraná e do Brasil. Em Curitiba, os manifestantes colocaram balões em formato de coração no calçadão da Rua XV de Novembro, como forma de protestar com o eminente afastamento de Dilma.  A mobilização - com mil balões - foi organizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais Curitiba (Sismuc). Nos balões estão escritas as frases “#ficaquerida” e “este não será o país do ódio”.

Participaram do ato professores da rede pública de ensino, servidores e trabalhadores da construção civil ligados à Frente Brasil Popular. 

continua após publicidade

PEABIRU
Em Peabiru, no centro-oeste do Paraná, um bloqueio foi montado nos dois sentidos da BR-158, organizado pelo Movimento de Luta pela Terra (MLT).  

Em Peabiru, na BR-158, houve bloqueio em ambos o sentido nesta terça-feira (10) (Foto: Divulgação/ PRF)

continua após publicidade


Segundo a PRF, 100 manifestantes estavam no local. A rodovia foi bloqueada por volta das 9h30, deixando o trânsito lento. Na região de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, PRF confirmou que o MST liberou as cancelas da praça de pedágio da BR-376. A estimativa da polícia é de 200 manifestantes.

FOZ E LARANJEIRAS DO SUL
Em Foz do Iguaçu, na região da Tríplice Fronteira, no oeste do Paraná, membros do Movimento Sem-Terra se concentraram em frente à Hidrelétrica de Itaipu. A estimativa da PRF é que 200 pessoas participam da mobilização.Também há interdição parcial na BR-600, em trecho chamado de Avenida Tancredo Neves. O bloqueio foi realizado por centrais sindicais e MST.

Em Laranjeiras do Sul, na região central do Estado, a PRF confirmou que 100 manifestantes do MST bloquearam totalmente a BR-277 no quilômetro 464, na praça de pedágio.