Chuvas voltam a provocar estragos e transtornos em todo o Estado do Paraná - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Cotidiano

Chuvas voltam a provocar estragos e transtornos em todo o Estado do Paraná

Quedas de árvores voltaram muito trabalho aos Bombeiros e Defesa Civil do Paraná- Foto: WhatsApp
Foto por
Escrito por LUIZ DEMÉTRIO
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

As chuvas intensas que voltaram a cair sobre o Paraná durante o final de semana e nesta segunda-feira (9) deixaram um rastro de destruição e a Defesa Civil em estado de alerta. Ainda vai ser divulgado hoje um balanço da Defesa Civil sobre os prejuízos causados pelo mau tempo. Cinco minutos de chuva, com vento e granizo, foram suficientes para provocar muitos danos em Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado. No perímetro urbano, seis árvores, placas de sinalização e outdoors foram derrubados, além do registro de prejuízos em decorrência da queda de granizo.


A queda de árvores afetou a distribuição de energia elétrica em alguns pontos da cidade, onde postes foram quebrados. Uma árvores caiu sobre um veículo, mas ninguém ficou ferido.Na zona rural do município também foram registrados prejuízos e algumas comunidades ficaram sem energia elétrica durante horas.De acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná) as rajadas de vento atingiram velocidade de 50 Km/h e precipitação de cerca de 20 milímetros de chuvas.

MARINGÁ
Já em Maringá, na região noroeste do Paraná, choveu em três dias mais do que a quantidade prevista para o mês inteiro. A instabilidade do tempo começou na última sexta-feira (6) e, durante o fim de semana, o Instituto Tecnológico Simepar registrou 63,4 milímetros de chuva em Maringá.As precipitações se intensificaram nesta segunda-feira (9) com 48,6 milímetros até o início da manhã. A média histórica de chuvas para Maringá em maio é de 110 milímetros e 112 já caíram nas últimas 72 horas. Em Mandaguari, uma edificação desabou, mas ninguém ficou ferido.

LONDRINA, APUCARANA E ARAPONGAS

Em Londrina, a Defesa Civil já está alerta, assim como em Apucarana e Arapongas (norte do Estado). Conforme o Simepar, entre a manhã de sábado (7) e a manhã desta segunda-feira (9) choveu 115 milímetros em Londrina, acima da média registrada historicamente em todo o mês de maio. O aeroporto Governador José Richa fechou e abriu quatro vezes das 6 horas até as 8h30 desta segunda-feira (9), o que provocou atrasos e cancelamentos de dois voos.


INSTABILIDADE CONTINUA
O meteorologista Samuel Braum, do Simepar, relatou que a instabilidade continua na terça-feira (10), com o retorno do sol na quarta-feira (11). Por causa das chuvas, as temperaturas variam pouco esta semana, com mínima de 16ºC e máxima de 21ºC.

Quedas de árvores voltaram muito trabalho aos Bombeiros e Defesa Civil do Paraná- Foto: WhatsApp
Foto por
Seis árvores de grande porte foram arrancadas pelo vento em Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná - Foto: Gérson TH - Rede Massa
Foto por
Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Chuvas voltam a provocar estragos e transtornos em todo o Estado do Paraná"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.