Cotidiano

Paraná já contabiliza 8 mortes provocadas pela gripe H1N1

Da Redação ·
A rede de unidades básicas de saúde de Apucarana está abastecida com a vacina contra a gripe H1N1; vacinação começou na segunda-feira (25) - Foto: José Luiz Mendes
A rede de unidades básicas de saúde de Apucarana está abastecida com a vacina contra a gripe H1N1; vacinação começou na segunda-feira (25) - Foto: José Luiz Mendes

Com confirmação da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) sobre a morte de mais 3 pessoas no Paraná (em Foz do Iguaçu, Marmeleiro, no sudoeste e em Cornélio Procópio, na região norte, em decorrência da gripe H1N1, o número de mortes no Estado neste ano provocadas pela doença agora chega a oito casos. Os outros casos de óbitos ocorreram em Maringá, Quitandinha, Umuarama e São José dos Pinhais.

MORTES EM APUCARANA
A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana (norte do Paraná) confirmou na tarde de quinta-feira (28) que mais duas mortes por suspeita de gripe A na cidade estão sendo investigadas. A AMS informou que, no total, apura cinco óbitos por suspeita de H1N1 no município. 

Os pacientes são um jovem de 25 anos que estava internado no Hospital da Providência e faleceu na quarta-feira (27) e uma criança de 6 anos que morreu no início desta semana. Segundo a AMS, os registros médicos, contudo, mostram que as duas pessoas tinham problemas de saúde que podem ter contribuído para os óbitos.

Conforme a Sesa, de janeiro até a última quarta-feira (27), 131 ocorrências de Influenza foram registradas no Estado, sendo que 104 são de gripe A (H1N1).

DIA D DE VACINAÇÃO
No sábado (30), a Saúde Pública promove o Dia D contra a gripe em todo o Brasil. As Unidades Básicas de Saúde ficarão abertas das 8 da manhã até as 17 horas.

Poderão se imunizadas as pessoas que fazem parte dos grupos de risco: idosos com mais de 60 anos, crianças de até 5 anos, grávidas, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, doentes crônicos, trabalhadores da saúde, indígenas e detentos.

359 MIL DOSES
Desde a última segunda-feira (25), o Paraná já aplicou 359 mil doses da vacina. A meta da secretaria da saúde é imunizar 80% da população de risco, cerca de 2 milhões de pessoas.

continua após publicidade