Cotidiano

Desvio de verbas da Saúde Pública é investigado pelo Gaeco no Oeste do Paraná

Da Redação ·
Um dos locais onde o Gaeco cumpriu mandado de busca e apreensão foi no Hospital Municipal de Marechal Cândido Rondon - Foto: www.mcr.pr.gov.br
Um dos locais onde o Gaeco cumpriu mandado de busca e apreensão foi no Hospital Municipal de Marechal Cândido Rondon - Foto: www.mcr.pr.gov.br

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Marechal Cândido Rondon, na região oeste do Paraná, cumpriu, nesta quinta-feira (28) vários mandados de busca e apreensão de documentos na prefeitura da cidade, na Secretária Municipal de Saúde, no Hospital Municipal, na Unidade de Saúde 24 horas e em uma clínica particular de fisioterapia.

A operação teve a participação do núcleo regional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) da Comarca de Cascavel, do Ministério Público do Paraná.O cumprimento dos mandados, autorizados pela Vara da Fazenda Pública de Marechal Cândido Rondon, integra investigação de um suposto esquema de desvio de dinheiro público através de fraudes de licitação na contratação de serviços de fisioterapia pela prefeitura do município.

FICHAS FRAUDADAS

A licitação aconteceu em 2015, com valor aproximado de R$ 245 mil. Conforme o Ministério Público, um contrato para o atendimento de pacientes em clínica de fisioterapia particular foi firmado. Segundo a Promotoria , os serviços seriam pagos pelo município, mas não eram realizados de fato pela clínica contratada, que recebia apenas para fraudar fichas de atendimento de pacientes, conforme apontou denúncia que chegou ao MP. As investigações relativas ao caso têm sequência, mas sob segredo de justiça.

continua após publicidade