Cotidiano

Oito fanáticos pelo Atlético Paranaense são presos

Da Redação ·
Oito integrantes da torcida Os Fanáticos, do clube Atlético Paranaense foram presos - Foto: Polícia Civil/Divulgação
Oito integrantes da torcida Os Fanáticos, do clube Atlético Paranaense foram presos - Foto: Polícia Civil/Divulgação

Oito integrantes da torcida Os Fanáticos, do clube Atlético Paranaense foram presos manhã desta quinta-feira (28), durante a “Operação Estratagema”, desencadeada por policiais da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe) para combater a violência praticada por alguns membros de torcidas organizadas.

continua após publicidade

De acordo com o delegado-titular da Demafe, Clóvis Galvão, a operação foi desencadeada em Curitiba e Região Metropolitana com o objetivo de cumprir nove mandados de prisão e 11 de busca e apreensão, e as investigações duraram cerca de 90 dias. 

Oito suspeitos foram presos e um deles, Leonardo Henrique Alves, 22 anos, permanece foragido. Durante as diligências em cumprimento de um mandado de busca e apreensão em uma residência, Nilto Costa, 40 anos, também foi detido em flagrante pela Demafe pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Com o suspeito a polícia localizou um fuzil de ferrolho 8 milímetros. 

continua após publicidade

“Todos esses suspeitos praticavam atos de violência contra torcedores dos outros times. Além de armas e rádios de comunicação, os envolvidos também tinham os uniformes dos torcedores que eles agrediam, tomando como 'troféu',” afirmou o delegado. 

Todos os suspeitos fazem parte de um grupo conhecido como “A Guerrilha”, pertencente a torcida Os Fanáticos, do clube Atlético Paranaense. Segundo o delegado, o grupo provocava emboscadas para entrar em combate com outras torcidas. 

Em um dos casos eles estavam armados, pararam um ônibus que ia de Campo Magro para Curitiba, e atacaram os passageiros, que eram torcedores do time rival, Coritiba Futebol Clube. Uma das vítimas ficou com graves lesões corporais após ser retirado do ônibus e agredido na calçada. 

continua após publicidade

Objetos apreendidos durante a operação - Foto: Polícia Civil/Divulgação

Com eles foram apreendidas objetos de torcidas organizadas de outros times do Estado, facas, um fuzil, uma espingarda de pressão, munições, um bastão de beisebol, uma algema, e uma tonfa. Os objetos eram utilizados durante as ações da quadrilha. Todos os suspeitos vão responder por homicídio, roubo e dano ao patrimônio público. 

Foram presos: Leonardo Rodrigues Borges, 29 anos, Eliezer Machado da Silva, 20 anos, Gênesis André Campo Carneiro, 29, Jonathan Ramos, 22 anos, José Paulo Rufino, 23 anos, Luan Edilson Gonçalves Pereira Cavalheiro, 25 anos, Reverson Vinicius Silveira Andrade, 19 anos, Wagner Cusdodio da Silva, 27 anos e Nilto da Costa, 40 anos.