Mais lidas

    Cotidiano

    Cotidiano

    ​Paraná já registrou 40 mortes causadas pela dengue desde agosto de 2015

    Imagem Ilustrativa (Foto - Reprodução/arquivo)
    Foto por Reprodução
    Imagem Ilustrativa (Foto - Reprodução/arquivo)
    Escrito por DA REDAÇÃO
    Publicado em 20.04.2016, 08:17:00 Editado em 27.04.2020, 19:51:11
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná divulgou na terça-feira (19) um novo boletim sobre a situação da dengue, febre chikungunya e zika vírus no Paraná. Só na última semana, ocorreram mais seis mortes causadas pelo vírus da dengue. Desde agosto de 2015, quando teve início a janela epidemiológica usada como parâmetro de tempo para registro dos casos da doença, 40 mortes foram provocadas pelo vírus da dengue no Estado.   Conforme a Sesa, na última semana aconteceram duas mortes em Paranaguá, duas em Foz do Iguaçu, uma em Santa Helena e uma em Medianeira (região oeste do Paraná).  

    O Estado já registra 34.050 casos de dengue. Segundo a Sesa, o crescimento do número de casos está relacionado à atualização dos dados de Paranaguá. O número de registro de dengue no município quase triplicou, chegando a 12.432 ocorrências, perfazendo 36% do total registrado no Paraná. 

    A Sesa informou ainda que 248 casos de zika vírus foram confirmados entre agosto de 2015 e abril de 2016. Destes, 22 estão relacionados à gestantes. Na mesma janela epidemiológica, 50 pessoas foram diagnosticadas com febre chikungunya

    boletim aponta ainda que mais quatro municípios registram epidemia da doença: Jardim Olinda, Santo Antônio do Caiuá, Cambé e São Sebastião da Amoreira. Agora são 56 o número de cidades com mais de 300 casos de dengue a cada 100 mil habitantes. 

    Lista completa das cidades que estão com epidemia de dengue no Paraná: 

    Paranaguá, Assaí, Rancho Alegre, Santa Cecília do Pavão, Mamborê, Medianeira, Santa Terezinha de Itaipu, Boa Vista da Aparecida, Munhoz de Mello, Santa Helena, Foz do Iguaçu, Ibiporã, São Miguel do Iguaçu, Cafelândia, Cambará, Itambaracá, Capanema, Jataizinho, Santo Antônio do Paraíso, Quedas do Iguaçu, Sarandi, Colorado, Braganey, Tapira, Leópolis, Serranópolis do Iguaçu, Pérola, Planalto, Porecatu, Nova Santa Rosa, Bela Vista do Paraíso, Santa Isabel do Ivaí, Centenário do Sul, Marialva, Ampére, Sertanópolis, Capitão Leônidas Marques, Itaipulândia, Corbélia, Londrina, Nova Aliança do Ivaí, São Jorge do Ivaí, Paiçandu, Jardim Olinda, Ivaiporã, Antonina, Floresta, Florestópolis, Iguaraçu, Tuneiras do Oeste, Guaraci, Missal, São Sebastião da Amoreira, Santo Antônio do Caiuá, Matelândia, e Cambé.

    Salas de coordenação e controle

    Quase 80% dos municípios paranaenses já implantaram salas de coordenação e controle contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Com isso, a maior parte das salas estruturadas do País está no Paraná – são 316 das 1.094 existentes.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "​Paraná já registrou 40 mortes causadas pela dengue desde agosto de 2015"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.