Cotidiano

Após morte de dois sem-terra, reforço policial chega a Quedas do Iguaçu 

Da Redação ·
O perímetro urbano do município de Quedas do Iguaçu, na região Oeste do Paraná, é vigiado nesta sexta-feira (8) por um número expressivo de policiais militares - Foto: Gazeta do Povo
O perímetro urbano do município de Quedas do Iguaçu, na região Oeste do Paraná, é vigiado nesta sexta-feira (8) por um número expressivo de policiais militares - Foto: Gazeta do Povo

O perímetro urbano do município de Quedas do Iguaçu, na região Oeste do Paraná, é vigiado nesta sexta-feira (8) por um número expressivo de policiais militares de várias regiões do Estado depois do confronto ocorrido ontem, que resultou na morte dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e deixou outros seis feridos

Conforme a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), "os policiais permanecerão na cidade o tempo que for necessário para garantir a ordem pública".

continua após publicidade

O confronto Dois integrantes do MST morreram em confronto com a Polícia Ambiental, na tarde desta quinta-feira (7), em um assentamento, na área da Araupel, em Quedas do Iguaçu.  A Polícia Ambiental relatou que uma equipe estava na área da Fazendinha checando denúncia de foco de incêndio.

Quando tentaram ter acesso à uma propriedade rural, os policiais foram impedidos por um integrante do MST. A polícia informou que o homem teria efetuado disparos de arma de fogo e iniciado o confronto. Uma espingarda e uma pistola foram apreendidas local.