Cotidiano

Segurança e garçom são baleados e ladrão acaba morto em"arrastão" em Curitiba

Da Redação ·
Assalto em Curitiba resultou em um bandido morto e dois funcionários de restaurante feridos  – Colaboração Banda B
Assalto em Curitiba resultou em um bandido morto e dois funcionários de restaurante feridos – Colaboração Banda B

Mais uma situação de "arrastão" em estabelecimento comercial foi registrada pela Polícia Militar (PM) em Curitiba no final da noite de domingo (3). Um segurança e um garçom do restaurante Madero situado na Avenida Munhoz da Rocha, no bairro Cabral, acabaram feridos por projéteis de arma de fogo durante assalto ocorrido por volta das 22h30.

Um dos criminosos foi morto durante confronto com a PM.Testemunhas relataram à polícia que três bandidos armados com revólveres e pistolas invadiram o restaurante, quando diversos clientes estavam no estabelecimento. 

Os ladrões obrigaram que lhes fossem entregues o dinheiro do caixa, celulares, joias e relógios. As vítimas relataram à polícia que os ladrões deram coronhadas em funcionários para obrigá-los a repassar mais dinheiro.Quando os criminosos ainda consumavam o roubo alguns clientes conseguiram sair do restaurante por uma porta lateral e acionar a PM.

Quando uma equipe da polícia chegou foi iniciada uma troca de tiros.Um garçom de 18 anos e um segurança de 24 anos acabaram baleados. Eles foram socorridos pelo Siate e encaminhados a um hospital. Socorristas informaram que o estado de saúde do segurança, que levou um tiro no pescoço é grave, mas sem risco de morte. Já garçom acabou baleado no quadril e passa bem. Nenhum cliente foi ferido durante o tiroteio.

REFÉM
Em seguida o trio de marginais rendeu uma motorista em um Ford Fiesta que trafegava pelo local e fugiram o carro, levando-a como refém. A PM alcançou os assaltantes e novamente aconteceu uma troca de tiros entre policiais e bandidos e um dos ladrões morreu. Um dos bandidos foi morto. A mulher mantida como refém foi libertada e os outros dois criminosos conseguiram fugir.

continua após publicidade