Cotidiano

Sesp mobiliza 170 policiais após 4 ataques a ônibus em Cascavel

Da Redação ·
Quatro ataques a ônibus do transporte coletivo foram registrados em Cascavel, no Oeste do Paraná, após morte de menor - Foto - Luiz Carlos da Cruz/Gazeta do Povo
Quatro ataques a ônibus do transporte coletivo foram registrados em Cascavel, no Oeste do Paraná, após morte de menor - Foto - Luiz Carlos da Cruz/Gazeta do Povo

Quatro ataques a ônibus do transporte coletivo registrados em Cascavel, no Oeste do Paraná, em represália pela morte de um menor, geraram um clima de tensão na cidade. Cerca de 170 policiais de outras cidades foram designados para reforçar a segurança em Cascavel. 

As duas empresas que operam o sistema de transporte coletivo urbano e a Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito (Cettrans) optaram por recolher os coletivos mais cedo na segunda-feira (28).

Os últimos ônibus deveriam circular até por volta da 0h30 e retornar às 5h desta terça-feira (29), mas pouco depois das 21 horas começaram a ser recolhidos para as garagens.A Polícia Civil apurou que os ataques a ônibus estão relacionados.

ORQUESTRAÇÃO
A hipótese de que alguma facção criminosa possa estar “orquestrando” os ataques a coletivos em Cascavel não foi confirmada e nem descartada pelas autoridades da área de segurança.

continua após publicidade

MOBILIZAÇÃO DA POLÍCIA - Foram mobilizados para Cascvel mais de 170 policiais de Curitiba, Foz do Iguaçu, Toledo, Laranjeiras do Sul, Londrina e região. O objetivo é evitar que mais veículos sejam incendiados. Até o momento, quatro pessoas foram presas. 

O INÍCIO - Os incêndios criminosos começaram na madrugada da última segunda-feira (28), após um adolescente ser morto por um policial durante um assalto a residência. O primeiro ônibus foi incendiado pelo próprio primo da vítima, horas após o ocorrido, que também acabou morto durante confronto policial.


NOTA OFICIAL DA SESP

A Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (Sesp) divulgou nota na noite de segunda-feira (28) sobre os ataques aos ônibus do transporte coletivo de Cascavel. Na nota, a polícia garantiu que as equipes estão empenhadas em descobrir os acusados pelos ataques a ônibus e confirmou o reforço policial para a cidade. 

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA
"As polícias Civil e Militar do Paraná estão empenhadas para conter e apurar as causas dos ataques a ônibus registrados na noite desta segunda-feira (28). Até o momento dois homens foram presos e dois adolescentes apreendidos por policiais militares.

Com eles, num ponto de ônibus, foi apreendido um facão e um galão com gasolina -- evitando assim mais incidentes.As causas desses ataques estão sendo apuradas com todo rigor pelas polícias. Equipes de policiais do Cope (Centro de Operações Policiais Especiais), da Denarc (Divisão de Narcóticos) e de delegacias da região foram convocados para uma força tarefa para identificar e prender todos envolvidos."