Cotidiano

​Moça é jogada viva dentro de rio pelo companheiro no Paraná

Da Redação ·
​Marins Moreira, de 24 anos, confessou que empurrou Jéssica Luana Barbosa, de 20 anos,  para dentro do Rio Iguaçu - Divulgação - Facebook
​Marins Moreira, de 24 anos, confessou que empurrou Jéssica Luana Barbosa, de 20 anos, para dentro do Rio Iguaçu - Divulgação - Facebook

A Polícia Civil de União da Vitória, no sul do Paraná, confirmou nesta sexta-feira (25) que elucidou o caso do desaparecimento de Jéssica Luana Barbosa, de 20 anos.

Marins Moreira, de 24 anos, que residia com a moça, confessou a investigadores que empurrou Jéssica para dentro do Rio Iguaçu, em uma ponte na BR-153, no município de União da Vitória. A moça estava desaparecida desde 7 de março.Marins relatou à polícia que na noite de 6 de março trafegava de carro junto com a moça pela ponte quando fingiu que um pneu havia estourado. O casal desceu do automóvel. Foi quando Marins empurrou Jéssica para dentro do rio, ainda viva, e em seguida ela morreu afogada.


Em seguida ele voltou para o veículo e foi para a casa. O assassino confesso teve a prisão preventiva decretada na tarde de ontem (24) e permanece preso na 4ª Subdivisão Policial (SDP) de União da Vitória.

continua após publicidade