Cotidiano

Moradores de Santa Mariana ficam assustados com "cenário desolador"

Da Redação ·
Granizo provocou muitos estragos em Santa Mariana, no Norte Pioneiro do Paraná - Foto: WhatsApp
Granizo provocou muitos estragos em Santa Mariana, no Norte Pioneiro do Paraná - Foto: WhatsApp

O prefeito de Santa Mariana, Jorge Rodrigues Nunes, disse nesta quinta-feira (24) por telefone que o cenário no município é "desolador" após o temporal que atingiu a localidade, de 12 mil habitantes. Diversos imóveis acabaram danificados pela chuva de granizo com vento forte, que derrubou árvores e postes, deixando a população sem energia elétrica e um "rastro de destruição" . "A Defesa Civil ainda faz o levantamento dos prejuízos, para depois pedirmos ajuda aos governos federal e estadual no sentido de viabilizar recursos para recuperar os danos. ”, afirmou por telefone o prefeito Jorge Rodrigues Nunes.

De acordo com a Defesa Civil de Santa Mariana, o hospital precisou fechar e transferir os pacientes para Bandeirantes em decorrência dos danos causados pelo temporal. A cidade está sem energia elétrica, escolas foram destelhadas e algumas estão intransitáveis. Houve ainda a queda de barracão industrial, cobertura de postos de gasolina. Várias árvores caíram sobre residências e veículos, mas não há registro de feridos.

Um posto de atendimento foi montado pela Defesa Civil para disponibilizar lonas aos moradores prejudicados pela chuva de granizo.   

FORMAÇÃO DE TEMPORAL - Meteorologistas do Instituto Simepar explicam que o temporal se formou em Londrina e se deslocou para o Norte, passando por Cornélio Procópio, atingindo o ápice em Santa Mariana e perdeu intensidade ao passar por Bandeirantes e Itambaracá, com ventos chegando a 100 quilômetros por hora.

continua após publicidade