Cotidiano

Temporal com vento forte e granizo causa destruição no Paraná

Da Redação ·
Quedas de árvores voltaram muito trabalho aos Bombeiros e Defesa Civil do Paraná- Foto: WhatsApp
Quedas de árvores voltaram muito trabalho aos Bombeiros e Defesa Civil do Paraná- Foto: WhatsApp

Um temporal causou grandes prejuízos na quarta-feira (23) em cidades do Paraná. Em Cianorte, no noroeste do estado, o vento passou dos 100km/h, conforme o Instituto Meteorológico Simepar. Em Cornélio Procópio e Santa Mariana, no norte Pioneiro do Paraná, a chuva com granizo também provocou estragos.

A telefonia em Cianorte foi afetada, moradias acabaram destelhadas e árvores caíram e placas foram derrubadas pela força do vento. Bombeiros também registraram alagamentos.

continua após publicidade

Foto - Whatsapp

Já os danos em Cornélio Procópio e Santa Mariana foram causados por chuva de granizo e várias casas acabaram destelhadas.

Postes de energia e árvores caíram sobre veículos, houve alagamentos, destelhamentos e pessoas estão ilhadas.

Segundo a Copel, 9 mil unidades consumidoras estão sem energia elétrica. Já em Santa Mariana mais de 90% dos imóveis estão sem luzem decorrência da queda de postes de energia elétrica.  

continua após publicidade

Foto - Whatsapp


O prédio da delegacia de Santa Mariana foi afetado Os seis presos que estavam na Cadeia foram transferidos para a unidade prisional de Cornélio Procópio. 

Em Apucarana (norte do estado), dezenas de imóveis ficaram sem energia elétrica e árvores foram derrubadas. Outras cidades da região, como Maringá e Londrina, também acabaram afetadas.

CURITIBA E LITORAL -  Curitiba e o litoral do Paraná devem registrar a chuva forte e volumosa no decorrer desta semana. O risco de chuva intensa persiste até pelo menos a noite de sexta-feira.

De acordo com Instituto Meteorológico Simepar, em 21 dias de março choveu aproximadamente 62 mm em Curitiba, o que corresponde a 49% da média de chuva para o mês. Além da frente fria que já está influenciando o Sul, outra frente fria está prevista para a próxima quinta-feira, o que vai intensificar as áreas de instabilidade.