Cotidiano

Conforme CUT e PT, pessoas que trajam vermelho estariam sendo ‘caçadas’ em Curitiba

Da Redação ·
Políticos do PT durante manifestação - (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Políticos do PT durante manifestação - (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

A presidente da Central Única dos Trabalhadores do Paraná (CUT-PR), Regina Cruz, concedeu entrevista nesta quarta-feira (23) durante a qual afirmou que em Curitiba há supostamente um movimento de radicais que "comprometem a democracia e colocam em risco a liberdade de expressão".

Segundo Regina, "a democracia está ameaçada na Capital do Paraná por um grupo de fascistas, que usa principalmente grupos na rede social facebook para dizer que vai bater nas pessoas que vestirem vermelho nas ruas".

A sede da CUT-PR, em Curitiba, foi alvo duas vezes de atos de vandalismo nos últimos dias. A CUT faz parte dos movimentos sociais do país contrários ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Regina Cruz acrescenta que a CUT está alertando o trabalhador sobre o risco de golpe.

continua após publicidade