Cotidiano

Grupo de amigos do Norte do Paraná pedala até Aparecida

Da Redação ·
Ciclistas demoraram seis dias para chegar até a Basílica de Nossa Senhora Aparecida (Foto: Arqivo Pessoal)
Ciclistas demoraram seis dias para chegar até a Basílica de Nossa Senhora Aparecida (Foto: Arqivo Pessoal)

Quatro amigos de Apucarana e Califórnia enfrentaram no começo de fevereiro o “Caminho da Fé” até Aparecida do Norte, localizada no interior de São Paulo. O grupo de pedalada é formado pelo funcionário público Alfredo José Gomes, 66 anos; e por José Vagula Gomes e Eneide Costa Gomes, e Ederson Miquelim da Silva. O quarteto pedalou de Apucarana até a cidade religiosa em um percurso de 910 km.

continua após publicidade

Em 6 dias, a turma pedalou cerca de 180 km por dia numa velocidade de 23 km por hora. “O trajeto era para durar cinco dias, mas tivemos alguns imprevistos. Um deles foi que a bike do Edinho estragou e a sola do tênis do Zé saiu”, contou Gomes.

A alimentação do grupo foi à base suplementos alimentares, barrinhas de cereal e muita água. “Como a gente perde muito líquido durante a pedalada, bebíamos de 12 a 15 litros de água por dia. Sempre que passávamos por postos ou restaurantes nos reabastecíamos”, ressalta.

continua após publicidade

Já as roupas, claro, as mais leves e confortáveis possíveis. “Além da gente andar de bike o dia todo e precisar de roupas flexíveis, não tem como levar muita bagagem na mochila. Por isso, quanto menos roupa, melhor”, ressalta. Além disso, o aposentado diz que é preciso se preparar para fazer esse percurso. “Pratico esporte desde criança e nos dias que antecederam a viagem treinava cerca de 8 horas por dia”, conta.

O primeiro lugar que a turma visitou após dias de pedalada foi a Basílica de Nossa Senhora Aparecida antiga e após a visita, seguiram para o Santuário Nacional de Aparecida, templo religioso católico. “Quando faltava cerca de 1 km a gente não conseguia conversar mais, a emoção estava tomando conta. A hora que paramos de pedalar e descemos da bike começamos a chorar. Muito gratificante”, acrescenta.