Mais lidas
Cotidiano

As pessoas mais religiosas também são as que mais se opõem à pirataria, segundo estudo

.

Manifestantes protestando contra a condenação de quatro envolvidos com o site  Pirate Bay, em Estocolmo, Suécia. Fonte: independent.co.uk
Manifestantes protestando contra a condenação de quatro envolvidos com o site Pirate Bay, em Estocolmo, Suécia. Fonte: independent.co.uk

Pessoas altamente religiosas tendem a se opor mais à pirataria do que os não crentes, constataram pesquisadores australianos em novo estudo.

Conduzindo a pesquisa, intitulada Religiosidade e Pirataria Digital: Uma análise empírica, os pesquisadores perguntaram a 400 membros da Congregação Cristã da Indonésia  sobre suas atitudes em relação a pirataria digital e a força de suas crenças religiosas.

Coincidindo com as expectativas da equipe, eles observaram que pessoas "altamente religiosas" manifestavam maior oposição à pirataria digital, evitando comprar ou baixar arquivos pirateados quando comparados com os menos religiosos e moderados.

Fonte: The Independent

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber